segunda-feira, 14 de abril de 2014

Monkey brownie

Assistindo ao programa da Carla Pernambuco, me deparei com uma receita de brownie com banana. Gente, banana com chocolate é muito amor!!
Fiquei com muita vontade de experimentar e aproveitei a vinda da minha mãe para prepará-lo, assim, além de saboreá-lo, ela poderia levar um pedaço para a minha irmã que é fã de brownie. 
A expectativa era grande e a decepção maior ainda! A massa ficou muito mole e não cozinhava de jeito nenhum.  Achei que eu havia feito algo de errado e fui procurar opiniões de pessoas que também prepararam o brownie.  Acabei descobrindo que a receita foi postada errada no site. 
Dei uma espiada no facebook da Carla Pernambuco e encontrei a receita correta. Tive que preparar novamente porque sou ariana, teimosa e não resisto a banana com chocolate.
O resultado é delicioso e comê-lo ainda quentinho é uma, uma... Sei lá, me faltou até um adjetivo para terminar a frase.

monkey brownie


Ingredientes:
285g de chocolate meio amargo
150g de manteiga
285g de farinha de trigo
350g de açúcar *
4 ovos
80g de avelã picada
1 colher (sobremesa) de essência de baunilha
1 colher (café) de sal
1 colher (café) de fermento em pó
4 unidades de banana nanica
Açúcar de confeiteiro para polvilhar

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180 °C. Unte e enfarinhe uma assadeira.
Derreta o chocolate com a manteiga e reserve.
Bata os ovos com o açúcar ate dobrar de volume. Desligue a batedeira e acrescente o chocolate com a manteiga, o sal, a baunilha, a farinha de trigo e, com o auxílio de uma espátula, misture delicadamente. Adicione as avelãs e por ultimo o fermento. Despeje a massa na assadeira e coloque as bananas cortadas em rodelas por cima da massa. 
Leve para assar por aproximadamente 30 minutos. 
Polvilhe com açúcar de confeiteiro na hora que for servir.

* Fiz metade da receita e utilizei 150g de açúcar mascavo. 

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Chipa Guazú

Não sei se já contei para vocês que a minha mãe é paraguaia. Contei?
Então, por esse motivo, a comida paraguaia está sempre presente na casa dos meus pais. Comi muito puchero, vori vori, locro, chipa guazu, e muitas outras delicias paraguaias na minha infância e adolescência.
Fazia muito tempo que eu não comia algo parecido e estava até com saudade do saborzinho. Aproveitei que o meu irmão me trouxe dois queijos meia-cura, diretamente de Minas Gerais (terrinha de comidinhas deliciosas), e fui preparar chipa guazu.
Se você gosta de milho e queijo, esta aqui é uma comidinha que vai te agradar. E o melhor de tudo é que é super fácil de preparar.
Segui a dica da minha mãe e coloquei um ovo para cada espiga de milho.

chipa guazú


Ingredientes:
4 espigas de milho grande (debulhadas) - aproximadamente 500g
1 cebola pequena cortada em pedacinhos
1 colher (sopa) de manteiga
¼ colher (chá) de azeite
sal
4 ovos pequenos
¼ xícara (chá) de leite
queijo minas meia-cura ralado – usei 200g

Aqueça o azeite e a manteiga em uma frigideira e sue a cebola. Retire do fogo e reserve.
Liquidifique o milho com os ovos e o leite.
Coloque a mistura em uma tigela e acrescente a cebola e o queijo. Prove e, se precisar, acrescente um pouco de sal.
Unte uma fôrma (a minha tem 22 x 18 cm) com um pouquinho de manteiga e despeje a mistura. Leve para assar por aproximadamente 20-30 minutos.


Receita levemente modificada do site Tembi'u Paraguay.

segunda-feira, 31 de março de 2014

Cheesecake sem forno de mirtilo e chocolate

Parece que foi ontem que nós comemoramos o Natal e hoje já estamos pensando no que fazer para o almoço de Páscoa... O tempo realmente voa!
Eu já postei várias receitas para essa data anteriormente, então, neste ano, eu vou apenas dar uma sugestão de uma sobremesa fácil de preparar: cheesecake que não vai ao forno, que preparei com o intuito de participar do concurso sobremesa de Páscoa do site Eu Faço a Festa.
Quem adora cheesecake assado pode até estranhar um pouco o resultado, mas eu garanto que é bem gostoso. A textura é mais fofa e o sabor do queijo não é tão pronunciado. Acho que é por causa da quantidade de creme de leite fresco.
Uma das vantagens desta receita é que, como não precisa ir ao forno, ela não irá rachar e nem encolher. É realmente bem chatinho quando isso acontece com o cheesecake assado.
A intenção era fazê-lo com frutas vermelhas, mas o preço da framboesa me fez desistir. Acabei optando apenas pelo mirtilo e fiz uma calda de chocolate meio amargo para acompanhar.

cheesecake sem forno de mirtilo e chocolate


Ingredientes:

Para a base
120g de biscoito tipo maisena triturado
75g de manteiga em temperatura ambiente
10g de açúcar   
                                 
Preaqueça o forno a 180 °C.
Unte, com uma camada fina de manteiga, uma fôrma de fundo removível de 18 cm de diâmetro.
Junte o biscoito triturado com a manteiga e o açúcar e misture-os bem até obter uma farofa úmida. Cubra o fundo da fôrma e leve para assar por aproximadamente 8 minutos.  Reserve.

Para a cobertura de chocolate:
115g de chocolate meio amargo
115g de creme de leite fresco

Em uma panelinha, em fogo baixo, derreta o chocolate com o creme de leite. Misture até homogeneizar e reserve.

Para o recheio:
300g de cream cheese
240g de creme de leite fresco
30g de açúcar
100g de chocolate branco
200g de mirtilo

Derreta o chocolate no micro-ondas ou em banho-maria e deixe esfriar em temperatura ambiente.
Amasse grosseiramente, com o auxílio de um garfo, os mirtilos e reserve.
Bata o cream cheese com o açúcar até ficar fofo. Adicione o chocolate derretido e bata rapidamente para misturá-lo.
Acrescente ao creme os mirtilos e misture delicadamente, sem bater.
Bata o creme de leite até obter chantilly. Incorpore suavemente, com o auxílio de uma espátula, o chantilly ao cream cheese.
Cubra a base de biscoito reservada com o recheio e leve para gelar por no mínimo 12 horas.
Retire o aro da fôrma e cubra com a calda de chocolate. 





segunda-feira, 24 de março de 2014

Mini rocambole de baunilha com cocada morena e chocolate

Como diz o Galvão Bueno: Bem, amigos, estamos de volta!
E aí, como foram as férias? Descansaram bastante?  Comeram tanto que tiveram a impressão de que a comida iria sair pelas orelhas? Hi hi, parece até que eu estou relatando as minhas férias para vocês. Bem, eu também trabalhei bastante porque as crianças sem aula não são moleza.
Também recebi a vista da minha mãe, do meu irmão e da minha cunhada e aproveitei a oportunidade para mostrar para a minha mãe que eu me transformei em uma “menina” prendada. Fiz pão quentinho todos os dias para o café da manhã e, como eu não sou perfeita, o almoço ficou por conta da madrecita porque, como diria o Jaiminho (o carteiro do Chaves), eu quis evitar a fadiga.
Depois de todo esse descanso, nada melhor que voltar com a energia renovada e com receitas gostosas para compartilhar, não é mesmo? E este rocambole (nunca havia feito rocambole!) é uma delas.
Fiz um rocambole bem pequeno, porque não queria cometer mais exageros e pasmem: Não comi nem um tiquinho! Meu marido e meu filho foram os únicos provadores e eles aprovaram a receita.
Segui a receita básica da massa do rocambole, que é um ovo para cada colher (sopa) de açúcar e farinha.
Para o recheio eu usei uma cocada morena que o meu irmão me trouxe de Minas Gerais. Gente, sério, aquela cocada foi a melhor cocada mole que eu já comi até hoje! Só de lembrar eu fico com água na boca.
Beijo grande e uma boa semana para todos!

mini rocambole de baunilha com cocada morena e chocolate


Ingredientes:
2 ovos
2 colheres (sopa) de farinha de trigo peneirada
2 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de manteiga derretida (deixe esfriar antes de utilizar)
½ colher (chá) de essência ou extrato de baunilha

Preaqueça o forno a 150 °C. Unte e forre uma fôrma pequena e baixa (22x18) com papel manteiga. Unte também o papel manteiga (use manteiga ou margarina).
Peneire as gemas e, com o auxílio de uma batedeira, bata as mesmas com o açúcar e a baunilha até se tornar um creme claro.
Adicione a farinha de trigo e a manteiga e misture delicadamente.
Bata as claras em neve e adicione-as ao creme de gemas, misturando delicadamente até incorporá-las por completo.  Tome cuidado para que a massa não abaixe.
Asse por aproximadamente 8-12 minutos. Retire ainda quente da fôrma e coloque a massa sobre um pano úmido e polvilhado com açúcar.
Distribua o recheio de sua preferência e, com o auxílio do pano, vá enrolando o rocambole. Deixe esfriar antes de colocar a cobertura.

Para cobertura:
200g de chocolate meio-amargo ou ao leite
80g de creme de leite (de caixinha)

Derreta 80g de chocolate no micro-ondas ou em banho-maria. Acrescente o creme de leite e misture delicadamente.
Espalhe a cobertura sobre o rocambole e leve-o à geladeira.
Derreta também o chocolate restante e faça a temperagem.  
Distribua o chocolate sobre uma da folhas de papel-manteiga de tamanho médio e cubra com outra folha do mesmo tamanho. Alise com uma espátula e deixe endurecer na geladeira por aproximadamente 5 minutos.
Quando o chocolate estiver duro, corte-o em pedacinhos irregulares.
Retire o rocambole da geladeira, corte as pontas (esqueci de cortar o meu antes de decorar e por esse motivo deixei assim) e decore com os pedacinhos de chocolate.
Sirva!

Aqui tem um vídeo da Rita Lobo preparando um rocambole recheado com doce de leite usando a mesma medida de um ovo para cada colher de açúcar e farinha.


Cobertura inspirada no livro Cozinha Passo a Passo, Chocolate. Editora Larousse.

domingo, 23 de março de 2014

Ovo de Páscoa bombom de morango para comer com colher

Esta receita foi preparada em 2013, quando participei do Bonfa Convida e acabei na época não postando aqui no blog. 
Hoje resolvi posta-la aqui para inspirar alguém que esteja procurando uma receita de Ovo de Páscoa para comer com colher. Gente, é super gostoso esse recheio!
Logo eu volto com receitas novas, tá?
Beijinhos açucarados para todos!





quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

Sorvete de romã da Nigella

Última postagem do ano e com ela vem o desejo de renovação. Temos um ano novinho pela frente para concretizarmos os nossos desejos.
Nesse ano, como diz a música, quero paz para o meu coração. Quero colocar em prática vários sonhos deixados de lado. Quero mais momentos de felicidades!
E esse é o meu desejo para todos vocês. Quero que vocês corram atrás da felicidade e se realizem.
Vou tirar umas férias do blog para cuidar da saúde mental e física, mas espero voltar logo com outra energia, cheia de coisas boas para contar e receitas gostosas para dividir.
Fica aqui o meu abraço bem apertado em todos vocês e também o meu agradecimento pela companhia maravilhosa de todos neste ano que se despede. Muitíssimo obrigada!!!!
Um feliz e próspero Ano Novo!!

sorvete de romã da Nigella


Ingredientes:
2 romãs (mais a semente de uma terceira para decorar)
1 limão
175g de açúcar de confeiteiro
500 ml de creme de leite fresco

Tire os sucos das romãs e do limão e ponha numa tigela.
Junte o açúcar de confeiteiro e misture para dissolver.
Junte o creme de leite fresco e bata tudo junto, até que se formem picos macios no creme cor-de-rosa.
Com uma colher, transfira o creme para um recipiente de fecho hermético e deixe no freezer por pelo menos 4 horas, ou de um dia para o outro.
Antes de servir, polvilhe o sorvete com sementes de romã.


Rende 8 porções.
Receita do livro Nigella Express, de Nigella Lawson. Editora Ediouro.

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Panna Cotta de chocolate branco com calda de frutas vermelhas

Esta sobremesa ficou maravilhosa! Foi super aprovada por quem experimentou e eu tive que prometer que irei prepará-la novamente.
Além de deliciosa, o seu preparo é super fácil e rápido. Para quem está buscando uma sugestão para a sobremesa da ceia de Natal, eu recomendo esta receita.
Uma ótima quinta-feira para todos!

panna cotta de chocolate branco com calda de frutas vermelhas


Ingredientes:
300 ml de leite
100 ml de creme de leite com soro
90g de chocolate branco
4g de gelatina em folha

Para o coulis de framboesa*
150g de framboesa congelada
20g de açúcar
1 limão

Mergulhe a gelatina na água fria.
Ferva o leite e o creme de leite.
Fora do fogo, junte o chocolate branco. Misture com um fouet até que o chocolate derreta totalmente.
Junte a gelatina enxuta e misture bem.
Distribua a mistura entre os copinhos e deixe esfriar por no mínimo 2 horas – eu deixei esfriar por 12 horas.
Prepare o coulis cozinhando a framboesa com o açúcar. Quando a mistura estiver bem grossa, passe-a em um coador para retirar as sementes. Junte um pouco da casca do limão ralada e 1 colher (sopa) de suco de limão.
Quando a panna cotta estiver pronta, despeje o coulis de framboesa sobre ela e reserve na geladeira até o momento de consumir.


Rendimento: 4 porções.
Receita do livro Cozinha Passo A Passo. Editora Larousse.


*Preparei um coulis de frutas vermelhas utilizando 50g de framboesa, 50g de morango e 50g de cereja. Dobrei a quantidade de açúcar e segui o modo de preparo do coulis de framboesa. 

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Gingerbread

Esses biscoitinhos podem ser preparados tanto para dar de lembrancinha de Natal como também decorar a arvore de Natal. Não fica fofo? Eu fiz meia receita e enviei todos para a minha irmã.
O mais gostoso é que podemos dar asas à imaginação na hora de decorá-los e as crianças adoram participar desse momento.
O sabor também agradou bastante!

biscoitos de gengibre


Ingredientes:
250g de farinha de trigo comum
1 colher (chá) de fermento em pó
2 colheres (chá) de gengibre em pó
¾ de colher (chá) de canela em pó
125g de manteiga sem sal cortada em cubinhos, mais o suficiente para untar
200g de açúcar mascavo
1 ovo grande
2 colheres (sopa) de glucose de milho
Uma pitada de pimenta-de-caiena
Uma pitada de sal

Peneire a farinha de trigo, o fermento em pó, o gengibre, a canela, a pimenta e o sal. Junte a manteiga em cubinhos e o açúcar e misture com as pontas dos dedos, até obter uma textura de farofa grossa. Bata o ovo ligeiramente e misture a glucose, mexendo com uma colher de madeira. Junte aos poucos à massa para dar liga, até ficar homogênea e macia. Modele a massa numa bola e embale em filme PVC. Leve à geladeira para firmar por pelo menos 1 hora.
Preaqueça o forno a 180 °C e unte duas assadeiras antiaderentes com um pouco de manteiga
Abra a massa com o rolo até ficar com 5 mm de espessura. Corte os biscoitos no formato desejado e distribua nas assadeiras.
Leve para assar no forno preaquecido por 10-12 minutos, até dourar.*
Deixe esfriar por 2-3 minutos e então desprenda-os com a espátula e reserve, deixando esfriar na própria assadeira.
Confeite os biscoitos com glacê real colorido.


* Para fazer enfeites para a árvore de Natal, faça os buracos para passar a fita, assim que saírem do forno, ainda quentes e maleáveis.
Eu usei o Confeito de Confete da Mavalério para os botões.

Rendimento:30 biscoitos de 7,5 cm.
Receita do livro Feito em casa, de Eric Lanlard. Editora Larousse.

quinta-feira, 5 de dezembro de 2013

Cupcakes Natalinos

Tudo tem o seu tempo. Frase bem clichê, não?
Pois é bem assim que defino esta receita.
Nunca tive vontade de trabalhar com pasta americana, acreditava que o meu maior empecilho era a falta de paciência. Pois bem, outro dia resolvi que iria decorar os cupcakes de frutas cristalizadas com ela e fui comprar as coisas que precisava.
Trouxe para casa um conjunto de astecas e boleadores, corantes para tingir, um alisador de massa e também uma massa elástica pronta, da marca Arcólor. Fiquei na dúvida entre a pasta americana e a massa elástica, mas depois de ouvir a explicação da proprietária da loja, que me disse que a massa pode ser aberta com uma espessura menor, resolvi apostar na segunda opção.
Foi muito tranqüilo trabalhar com ela, o único cuidado que tive foi usar açúcar de confeiteiro na bancada e no rolo para que ela não grudasse.  Também não tive dificuldade para tingi-la.
O resultado desse trabalho são os cupcakes que trago para vocês. Acredito que seja até terapêutico trabalhar com isso, pois eu me concentrei na modelagem e esvaziei a minha mente de todos os problemas... Gostei bastante! 
Eu também aproveitei o meu momento de inspiração e fiz os wrappers. 
Não preparei um passo a passo por falta de tempo, mas existem alguns vídeos no youtube que ensinam como fazer a decoração dos cupcakes. Eu fiz uma lista dos utensílios e ingredientes que precisei para fazê-los.
Sobre a receita devo confessar que prefiro muito mais essa daqui, pois achei a quantidade de frutas muito grande para pouca massa (tanto que diminuí pela metade e mesmo assim o bolinho estava carregado delas) e também por questão de sabor.
Isso é apenas a minha opinião, pois o marido provou e disse que gostou.  
Espero que vocês gostem, afinal eles foram feitos exclusivamente para vocês.

cupcakes Natalinos


Ingredientes:
150g de manteiga sem sal
150g de açúcar mascavo
3 ovos
Raspas da casca de ½ limão
200g de farinha de trigo
1 colher (chá) de cravo-da-índia em pó
1 colher (chá) de canela em pó
10g de fermento em pó
300g de damasco picado – usei damasco seco
100g de ameixa picada – usei ameixa seca mas hidratei.
100g de uva-passa mista picada – não cortei
80g de frutas cristalizadas ou frutas secas
100g de castanha-do-pará picada
Preaqueça o forno a 180 °C.

Peneire a farinha e misture com o cravo, a canela e o fermento.
Coloque a manteiga e o açúcar mascavo em uma batedeira e bata até a mistura ficar fofa e clara. Adicione os ovos, um a um, sem parar de bater.
Junte as raspas da casca do limão.
Acrescente a mistura de farinha de trigo.
Desligue a batedeira e acrescente as frutas e a castanha-do-pará.
Divida a massa em forminhas e leve ao forno por 45 minutos ou até que, espetando um palito, este saia seco.
Rende 12 cupcakes.


Decoração
Você vai precisar de:
Pasta americana ou massa elástica
Boleador
Asteca
Corante para tingir a pasta ou a massa nas cores vermelha, preto, azul, laranja, cor de pele e rosa (para pintar as bochechinhas e a boca)
Rolo para abrir a massa ou a pasta
Aro para cortar os círculos
Açúcar de confeiteiro
Pincel
Xícara (café) com água

Pra saber como fazer a modelagem eu recomendo que assistam a este vídeo e também este.
Sempre abra a pasta (ou a massa) em uma bancada (bem limpa!!) polvilhada com açúcar de confeiteiro.  Polvilhe a massa também antes de passar o rolo.
Para colar as peças já modeladas sobre a massa, use um pincel umedecido com água.
Pingue um pouquinho de corante rosa em um pratinho e, com um pincel umedecido em água, passe levemente as cerdas, retirando o excesso em um papel toalha, e pinte as bochechinhas do boneco de neve e do Papai Noel (antes de colocar o bigode). Cuidado para não ficar muito forte e parecer maquiagem de palhaço. :)


A receita do cupcake é do livro Cupcakes, editora Larousse.

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Torta de limão

Esta é uma torta que todo mundo conhece, já fez ou provou, mas que não poderia deixar de marcar presença aqui no blog. Se bem que ela é um pouco diferente por ter o seu recheio assado. Estou mais acostumada a fazer aquela mistura comum de leite condensado, creme de leite e suco de limão.
Peguei esta receita (só o recheio) no lindo blog do Richie, A Cozinha Coletiva. Super criativo o rapaz, né gente? E o que dizer daquelas tortas que ele prepara???? Divinas!
Eu bem que tento fazer o meu marido cozinhar, mas ele não curte nadinha.  
Bom, por hoje é só. Semana que vem eu volto trazendo algumas receitinhas para o Natal.
Beijos e um bom final de semana para todos.


Ingredientes:
1 massa para torta pré assada de 23 cm de diâmetro (receita aqui) *
3 ovos
120 ml de suco de limão
1 lata de leite condensado
1 xícara (chá)  de açúcar refinado
1 colher (chá) de essência ou extrato de baunilha
Raspas de limão para decorar e para aromatizar o recheio

Separe as gemas das claras. Em uma tigela, bata as gemas por aproximadamente 2-3 minutos, até se tornar um creme fofo e claro. Aos poucos, acrescente o leite condensado e bata por mais 3-5 minutos. Raspe as laterais da tigela e acrescente o suco e as raspas do limão (2 colheres de chá). Bata até misturá-los por completo.
Despeje o recheio sobre a torta e leve-a para assar por aproximadamente 10-15 minutos, ou até o recheio esteja firme. Retire do forno e deixe esfriar. Cubra e leve à geladeira por várias horas ou de um dia para o outro.
Prepare o merengue misturando as claras com o açúcar em um recipiente que suporte a temperatura do banho-maria. Leve ao fogo baixo, misturando constantemente com o auxílio de um fouet, por aproximadamente 4 minutos até o açúcar se dissolver completamente. Retire do fogo e transfira a mistura para a tigela da batedeira. Acrescente a essência (ou extrato) e bata até esfriar e formar picos firmes (aproximadamente 10 minutos).
Coloque o merengue em um saco de confeitar e cubra a torta. Leve ao forno alto (aproximadamente 250 °C) para dourar o merengue. Retire e deixe esfriar.
Decore com as raspinhas de limão

* Preparei a massa e pré assei por aproximadamente 20 minutos. Passado esse tempo eu retirei o papel alumínio e deixei assar por mais 4 minutos para a base dourar um pouquinho. Deixei esfriar antes de colocar o recheio. 

A receita do recheio é daqui.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Risoto de funghi secchi

Já havia comentado anteriormente que estou dando preferência as refeições vegetarianas e, foi numa dessas idas ao supermercado, que comprei um pacote de funghi secchi com a intenção de preparar um risoto.
Fim de semana eu coloquei o desejo em prática, mas não fiquei tão empolgada com o sabor. Já havia experimentado funghi secchi em uma massa, mas como o molho tinha tanto creme de leite, o seu sabor ficou mais sutil.
Neste risoto o sabor ficou bem acentuado e, acho que por esse motivo, o prato não me agradou tanto.
Eu ainda continuo preferindo os cogumelos frescos, mas é bom sempre dar uma variada e acostumar o paladar com sabores novos.
Como sempre, depois de vários clicks, o risoto foi perdendo a umidade. Então nada de ficar tirando fotos e depois servir requentado. Sirva imediatamente, tá? :)


Ingredientes:
1 xícara (chá) de água morna
30g de funghi secchi
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado
½ cebola pequena cortada em cubinhos
1 xícara (chá) de arroz para risoto – usei arroz arbóreo
1 xícara (chá) de vinho branco
1 colher (sopa) de azeite de oliva
2 colheres (sopa) de manteiga
1 litro de caldo de legumes ou carne – usei caldo de legumes

Lave bem os cogumelos em água corrente, coloque-os em uma tigela e deixe-os hidratar na água morna. Deixe repousar por aproximadamente 30 minutos.
Retire os cogumelos da água e pique-os. Reserve o líquido.
Em uma panela média, aqueça a metade da manteiga e o azeite. Acrescente a cebola e deixe suar. Junte os cogumelos e o arroz e refogue por 1 minuto. Acrescente o vinho, mexa e deixe evaporar.
Adicione o líquido que foi usado para hidratar os cogumelos e deixe novamente secar.
Junte, aos poucos, concha por concha, o caldo de legumes (ou carne) quase em ponto de fervura, mexendo constantemente, até o arroz ficar al dente.
Desligue o fogo e acrescente a manteiga restante e o queijo parmesão. Misture bem e sirva em seguida.

Rendimento: 2 porções. 


quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Quiche de cebola caramelizada e provolone

Esta é a segunda vez que preparo quiche de cebola aqui em casa. A primeira vez foi quando um casal de amigos veio nos visitar e acabou não dando tempo de fotografar e postar a receita no blog.
Lembro bem que, quando disse para o meu marido que estava fazendo uma quiche, ele fez cara feia ao saber que era de cebola.  – Como assim? Só de cebola? E vai ficar bom?
Respondi o que sempre falo quando estou fazendo algo pela primeira vez: - Sei lá, mas não custa experimentar, não é mesmo?
Dito e feito. A quiche ficou deliciosa! A massa eu já conhecia, mas o recheio surpreendeu.
Um prato cheio para quem gosta de cebola. 

quiche de cebola caramelizada e provolone


Ingredientes:
1 massa para quiche pré-assada de 20 cm de diâmetro (receita aqui) *
500g de cebola cortada em rodelas finas
2 colheres (sopa) de manteiga
1 colher (sopa) de azeite de oliva
3 colheres (chá) de açúcar
2 ovos
1 ½ xícara (chá) de creme de leite fresco
100g de queijo provolone ralado na hora

Aqueça, em fogo baixo, a manteiga e o azeite em uma frigideira grande. Acrescente o açúcar e a cebola e deixe cozinhar, mexendo de vez em quando, até a cebola murchar completamente e dourar.  Reserve.
Em uma vasilha, misture, com o auxílio de um fouet, o creme de leite e os ovos. Acrescente o queijo e misture novamente.
Coloque a cebola sobre a massa da torta e despeje o creme por cima. Leve para assar por aproximadamente 20 minutos. Espere amornar para retirar a quiche da fôrma ou sirva em seguida sem desenformar.


* Preparei a massa, deixei refrigerar por 20 minutos e pré assei por 10 minutos. Deixei esfriar enquanto preparava o recheio. Você também pode optar por assar a massa em forminhas individuais. 

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Croissant

Acho que nunca tive tanta paciência para esperar uma receita ficar pronta como tive com esta. Três longos dias de espera e, no fim, fui recompensada com um pãozinho maravilhoso. Juro! Juro, de pé junto e tudo! Este croissant é perfeito!
Peguei a receita do site weekendbakery.com e, como ele é bastante extenso e está escrito em inglês, eu fiz um resumo. O texto original é rico em detalhes e dicas, por esse motivo, eu recomendo a sua leitura para quem estiver disposto a fazer essa delícia.
Fiz uma pequena modificação na parte de cortar e assar a massa, mas acredito que não alterou o resultado, pelo menos do sabor eu tenho certeza.
Super recomendo e caso vocês façam, enviem alguns para eu degustar. :)

croissants


Ingredientes:
280g de manteiga sem sal para folhar
1 ovo para pincelar

Para a massa
500 g de farinha de trigo (mais um pouco para polvilhar)
140 g de água
140 g de leite integral (você pode usá-lo gelado)
55 g de açúcar
40 g de manteiga sem sal
11 g de fermento biológico seco instantâneo
12 g de sal

Primeiro dia:
Misture todos os ingredientes da massa e sove por 3 minutos até ativar o glúten moderadamente. Não sove a massa demasiadamente pois ela ficará mais difícil de trabalhar.
Modele a massa em forma de disco (não modele uma bola) e Coloque-o em um prato, cubra com filme plástico e deixe na geladeira durante a noite.

Segundo dia:
Corte a manteiga gelada (diretamente da geladeira) longitudinalmente em pedaços grossos, de 1,25 cm. Disponha-os em um pedaço de papel manteiga para formar um quadrado de aproximadamente 15 cm x 15 cm e cubra com outro pedaço de papel.
Com o auxílio de um rolo, abra a manteiga até formar um quadrado exato de 17 X 17 (fica bem mais fácil entender se olharmos as imagens daqui). Coloque a manteiga novamente na geladeira enquanto trabalha a massa.
Retire a massa da geladeira e, com o auxilio de um rolo, abra-a em um quadrado de 26 x 26. Tente obter um quadrado o mais exato possível e com uma espessura uniforme. Retire a manteiga da geladeira e coloque-a sobre o centro da massa. Comece dobrando um dos lados do quadrado até que a massa atinja o centro da manteiga. Faça isso com os três lados, de modo que se forme um envelope. Sobreponha as bordas para cobrir completamente a manteiga e, com a palma da mão, pressione levemente as bordas para selar a junção.
Abra a massa, com o auxílio de um rolo levemente enfarinhado, em uma superfície polvilhada com um pouco de farinha, do centro para as bordas, até obter um retângulo de 20x60 cm.  Divida a massa (mentalmente!) em três partes iguais e dobre a terça parte inferior da massa para cima, e depois a outra terça parte para baixo, sobre a terça parte inferior. Gire a massa em 90º e repita o processo de abrir e dobrar.
Cubra a massa com plástico filme e leve para gelar por 30 minutos. Repita o processo de abrir e dobrar três vezes, girando a massa a 90° depois de cada dobra. Dê um intervalo de 30 minutos em cada etapa, deixando a massa resfriar na geladeira. Na última dobra, deixe a massa descansar até o dia seguinte na geladeira.

Terceiro dia:
Retire a massa da geladeira e, em uma superfície levemente enfarinhada, abra a massa até obter uma estreita e comprida faixa, de aproximadamente 18x108 cm. Apare as pontas para obter um retângulo bem reto. Corte em 6 quadrados e depois corte cada quadrado ao meio (sentido diagonal), formando 2 triângulos. Com o auxílio de um rolo, estique a massa levemente, enrole os triângulos e coloque-os em uma assadeira untada. * Cubra com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente por 45 minutos.
8- Retire o plástico filme e pincele os croissants com a gema de ovo misturada com uma colher (sopa) de água. Asse em forno pré-aquecido a 180 ºC por 10 minutos ou até dourar.



*Ao esticar levemente a massa, já cortada, o croissant fica maior e conseqüentemente com mais com mais “voltinhas” 

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Bicho de pé

Último post sobre a festinha de Halloween e conseqüentemente sobre os docinhos preparados para a mesma.
Uma verdadeira overdose de açúcar, eu sei. Mas eu prometo que semana que vem a receita será salgada.
Falando em doce, o meu filho mais velho infelizmente me apresentou ao Candy Crush. Ai gente, que tristeza! Jogo mais viciante. Eu fecho os olhos e vejo zilhões de docinhos e tento fazer as combinações...  E até parece que eu não tenho mais nada para fazer, né?
Bom, falaremos deste docinho. Eu não vou dizer que morro de amores porque estarei mentindo. A verdade é que eu acho doce demais.
Conheço algumas pessoas que disseram que bicho de pé lembra suas infâncias, mas eu só fui provar este docinho depois de adulta. E não virei fã.
É incrível como as crianças gostam deste doce (exceto os meus filhos) e foi por esse motivo que eu preparei uma porção deles.
Testei duas receitas, sendo a primeira com gelatina sabor morango e a segunda com Nesquik. Das duas versões, eu acho que a última ficou melhor tanto no sabor quanto na consistência para boleá-los.

bicho de pé


Primeira receita

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga
½ pacote de gelatina em pó sabor morango
Açúcar cristal colorido ou açúcar de confeiteiro

Em uma panela, coloque o leite condensado, a manteiga e a gelatina.
Leve ao fogo baixo, sem parar de mexer, até que comece a desgrudar da panela (aproximadamente 15-20 minutos). *
Retire do fogo, despeje o doce em um prato untado com margarina ou manteiga e deixe esfriar.
Quando estiver frio, com o auxílio de uma colher de chá, pegue uma porção do doce e faça uma bolinha (unte as mãos para não grudar). Passe-a no açúcar de confeiteiro ou no açúcar colorido e coloque-a em uma forminha para doces.

Rendimento: 25 docinhos.

Segunda receita

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga
3 colheres (sopa) cheias de Nesquik
Açúcar cristal colorido ou açúcar de confeiteiro

Em uma panela, coloque o leite condensado, a manteiga e o Nesquik.
Leve ao fogo baixo, sem parar de mexer, até desgrudar da panela (aproximadamente 15-20 minutos). *
Retire do fogo, despeje o doce em um prato untado com margarina ou manteiga e deixe esfriar.
Quando estiver frio, com o auxílio de uma colher de chá, pegue uma porção do doce e faça uma bolinha (unte as mãos para não grudar). Passe-a no açúcar de confeiteiro ou no açúcar colorido e coloque-a em uma forminha para doces.

Rendimento: 25 docinhos.


* O tempo de cozimento é estimado. Recomendo atenção a partir dos 10 minutos de cozimento para que o doce não passe do ponto e fique com a consistência dura.

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

Cake pops de Halloween

Fazer cake pop não tem mistério nenhum e acredito que todos já devem ter visto alguma receita por aí.
Eu mesma postei uma receita com passo a passo aqui no blog. É super fácil, não é mesmo?
Este foi o único docinho personalizado que fiz para a festa de Halloween. Eu procurei trabalhar com três tipos de coberturas para depois contar para vocês o que deu certo ou não (no meu caso).
A primeira tentativa foi com o fondant da Palmirinha. Achei a combinação do bolo com o fondant doce demais, mas o ponto mais negativo foi que o fondant começa a derreter depois de algumas horas. Não recomendo.
O que achei mais legal nesse tipo de cobertura é que pude usar canetinha com tinta comestível para desenhar a boca e os olhos no cake pop.
A segunda tentativa foi com o chocolate branco nobre (não é o hidrogenado e nem o fracionado) derretido e temperado. Ficou ótimo para cobrir os fantasminhas, mas não deu muito certo com as abóboras, porque depois de tingido, ele não pode ser aquecido novamente e acaba endurecendo e se tornando muito espesso. Não tem problema nenhum para quem tem habilidade para trabalhar com ele. Caso contrário, eu não recomendo utilizar o chocolate branco nobre.
A cobertura fracionada sabor chocolate branco (chocolate branco fracionado) foi a minha terceira opção. Eu sei que o uso desse tipo de cobertura divide opiniões. Eu mesmo detesto ovo de Páscoa feito com esse tipo de cobertura, mas achei que, para quem tem dificuldade para banhar os cake pops, essa seria a melhor opção.
A empresa Wilton tem uma cobertura própria para cake pops, mas eu nunca encontrei para comprar e, por esse motivo, não sei o sabor da mesma. Quem quiser dar uma olhadinha é só visitar o site.

cake pops de Halloween


Ingredientes:
1 bolo pronto de sua preferência
1 ingrediente de sua preferência para umedecer o bolo - pode ser doce de leite, Nutella, creme de leite, cream cheese (para quem quiser fazer cake pop de red velvet)...
Chocolate branco para banhar
Corante alimentício próprio para chocolate nas cores laranja e preto
Pasta americana tingida na cor verde
Palitos de madeira ou plástico

Esfarele o bolo com as mãos e acrescente, aos poucos, o ingrediente escolhido para umedecer a massa. O ponto ideal é quando conseguimos boleá-la sem que ela se esfarele. Tome cuidado para não deixar a massa muito úmida, pois ela poderá ficar escorregadia e não se prender no palito.
Divida a massa em duas partes.

Para fazer a abóbora: Modele pequenas bolinhas e, com o palito de pirulito, faça um furinho na parte inferior.
Derreta o chocolate branco conforme as instruções do fabricante e tinja-o com o corante alimentar laranja.
Retire o palito do furo e mergulhe a ponta do mesmo no chocolate derretido e tingido, batendo levemente na lateral do refratário para retirar o excesso de chocolate.
Encaixe o palito no furo feito anteriormente e deixe o chocolate endurecer.
Banhe os cake pops no chocolate. Espete-os no isopor e deixe-os secar.
Pegue uma porção de pasta americana, devidamente tingida de verde, e modele pequenos cordões. Enrole-os e, com um pouquinho de chocolate derretido (pingue um pouquinho de chocolate no lugar que você vai colocar a pasta americana), cole-os no topo da abóbora.
Derreta o chocolate branco conforme as instruções do fabricante e tinja-o com o corante alimentar preto.
Com um pincel pequeno (mergulhe-o no chocolate tingido), ou usando um cone de papel manteiga (com chocolate tingido dentro), desenhe as bocas e os olhos nos cake pops.

Pra fazer os fantasminhas: Modele a massa com se fossem pequenas coxinhas ou em formato de pingo e, com o palito de pirulito, faça um furinho na parte inferior.
Derreta o chocolate branco conforme as instruções do fabricante.
Retire o palito do furo e mergulhe a ponta do mesmo no chocolate derretido, batendo levemente na lateral do refratário para retirar o excesso de chocolate.
Encaixe o palito no furo feito anteriormente e deixe o chocolate endurecer.
Banhe os cake pops no chocolate. Espete-os no isopor e deixe-os secar.
Derreta o chocolate branco conforme as instruções do fabricante e tinja-o com o corante alimentar preto.
Com um pincel pequeno (mergulhe-o no chocolate tingido), ou usando um cone de papel manteiga (com chocolate tingido dentro), desenhe as bocas e os olhos nos cake pops.

O rendimento varia conforme a quantidade de bolo utilizada e o tamanho dos cake pops.