segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Friands de coco e limão com cobertura de maracujá

A única vez que fiz esse tipo de bolinho foi no início do blog, em 2010. Lembro-me que na ocasião eu queria utilizar as claras que estavam guardadas na geladeira e, como não tinha farinha de amêndoas, fui procurar uma receita que pudesse ser feita com os ingredientes disponíveis.
Não que o resultado não tenha agradado, mas senti que deveria experimentar outra receita, desta vez usando a farinha de amêndoas.
Fui parar no blog da Valentina e, quando vi a fotografia de seus friands, tive a certeza de ter encontrado a receita ideal.
Dito e feito: adorei o resultado!
Fiz uma pequena modificação na cobertura de maracujá, mas aqui está a receita original.

friands de coco e limão com cobertura de maracujá


Ingredientes:

Para os friands
185g de manteiga sem sal derretida
225g de açúcar de confeiteiro peneirado
75g de farinha de trigo peneirada
125g de amêndoas moídas bem finas e peneiradas (farinha de amêndoas)
6 claras de ovos médios
Raspas de 2 limões verdes
75g de coco ralado seco

Para a cobertura
Polpa de 2 maracujás
6 colheres de açúcar de confeiteiro
50 ml de água

Modo de preparo:

Para os friands
Pré-aqueça o forno a 180 °C. Unte 10 forminhas de muffins ou forminhas próprias para friands.
Em uma tigela, peneire todos os ingredientes secos e reserve.
Em outro recipiente, bata as claras com um garfo até começar a espumar. Acrescente as raspas dos limões e bata levemente para misturar tudo.
Faça um buraco na tigela com os ingredientes secos e acrescente a mistura das claras e a manteiga. Misture tudo delicadamente com um fouet até ficar homogêneo. Deixe a mistura descansar na geladeira por pelo menos duas horas antes de assar.
Encha as forminhas até ¾ da medida total. Leve ao forno por 15-20 minutos. Faça o teste do palito.
Deixe esfriar nas forminhas e desenforme só para servir.

Para a cobertura
Em uma panelinha, leve ao fogo a polpa de maracujá, o açúcar e a água. Deixe ferver até a calda engrossar.
Retire do fogo e deixe esfriar antes de colocar sobre os friands.



segunda-feira, 11 de agosto de 2014

Nuggets de frango do Chuck

Quase sempre, quando leio um blog de gastronomia, eu vejo que o amor pela comida despertou ainda cedo nas pessoas. Uma aprendeu ainda pequena com a mãe, a outra com a avó e por aí vai.
Isso não aconteceu comigo. Não, eu jamais tive vontade de cozinhar quando pequena, por mais que a minha mãe dissesse que eu deveria aprender a preparar algo.
Fui aprender a cozinhar depois de adulta. E sabe de uma coisa? Não me arrependo, pois só assim consegui sentir prazer ao cozinhar.
Lembro que, ainda adolescente e morando com a minha irmã, eu muitas vezes me alimentava de bolachas e, quando sentia necessidade de comer algo salgado, preparava um miojo ou um sopão. Era o máximo que eu fazia e era muito feliz dessa maneira.
Hoje eu não faço esse tipo de comida nem por decreto. Detesto! Coisas da vida... Tudo no seu devido tempo.
Quem poderia adivinhar que um dia eu iria para cozinha e preparar esses nuggets?


Ingredientes:
8 coxas de frangos desossados, sem gordura e pele
1 xícara de leitelho (250 ml)
1 ovo
¼ de xícara de cebolinha picada (60 ml)
¼ de xícara de queijo parmesão ralado (60 ml)
3 colher de sopa de molho shoyu (45 ml)
½ colher de chá de Tabasco com alho (2 ml)
1 colher de chá (cada) de sal e pimenta (5 ml)
1 xícara de farinha de trigo para empanar (250 ml)
3 ovos batidos
2 xícaras de farinha panko (500 ml)
1 limão

Modo de preparo:
Em uma vasilha grande, deixe os pedaços de frango marinarem no leitelho. Cubra com um filme plástico e deixe na geladeira durante a noite. Isso amaciará o frango.
Escoe e descarte o leitelho. Em um processador, junte o frango marinado, o ovo, a cebolinha, o parmesão, o molho shoyu, o Tabasco com alho, o suco de limão, o sal e a pimenta. Misture cerca de 1 minuto até formar uma pasta uniforme. Faça nuggets de 5 cm por 2,5 cm, enfileirando-os em uma assadeira. Em uma vasilha rasa, adicione a farinha de trigo e, em outra vasilha separada, os ovos batidos. Recubra os nuggets com a farinha de trigo, em seguida, passe nos ovos e na farinha panko e os devolva para a assadeira. Frite em pequenas porções até dourar por 5 minutos. Ou aqueça 2 colheres de óleo vegetal em uma frigideira grande e frite, virando os nuggets a cada dois minutos por 10 minutos.


Observação: banhar o frango em leitelho resultará em uma carne mais macia e suculenta. Você pode comprar leitelho na seção de laticínios do supermercado, mas a mistura de 1 xícara (250 ml) de leite com 1 colher de sopa (15 ml) de suco de limão ou vinagre obtém o mesmo resultado.

Receita retirada daqui e daqui.

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Chocolate quente de colher

O tempo anda meio doido. Um dia estamos de casaco e cachecol e no outro queremos ligar o ar condicionado. Acho que este é o inverno que menos sofri em Floripa, pois o calor e o frio estão fazendo rodízio aqui.
Dias atrás, quando o tempo estava friozinho, eu resolvi testar uma receita que me chamou atenção pela simplicidade e pela maneira fofa que é servido o chocolate.
Gente, adorei! O sabor é realmente bem gostoso.
Não espere que fique cremoso porque ele não leva amido de milho ou outro espessante. Aliás, eu prefiro chocolate quente assim, sem essa cremosidade. 



Antes de preparar a receita você irá precisar de:
6 colheres de madeira
Uma fôrma de silicone ou PVC no modelo que desejar – pode usar forminhas de gelo com formato de coração, estrela, etc.

Ingredientes:
100g de chocolate meio amargo
30g de cacau em pó
30g de açúcar de confeiteiro
Confeitos para decorar – opcional

Modo de preparo:
Derreta o chocolate no micro-ondas em potência média ou em banho-maria, mexendo ocasionalmente.
Misture o cacau e o açúcar de confeiteiro no chocolate derretido e preencha as cavidades da fôrma com essa mistura. Coloque uma colher em cada uma das cavidades e, se desejar, salpique confeitos sobre o chocolate.
Leve para gelar e desenforme quando o chocolate estiver endurecido.
Para cada colher, aqueça 150 ml de leite e dissolva o chocolate no mesmo.



Receita do site Crumbs Food. Para ver o vídeo, clique aqui.

segunda-feira, 28 de julho de 2014

Pavlova de maracujá

Uma receita que é fácil, rápida (sem levar em conta o tempo de cozimento) e deliciosa. Eu adoro e o marido compartilha da mesma opinião. Então, para aqueles dias em que a preguiça é tanta e a vontade de comer um doce é maior ainda, prepare pavlova e desfrute de um momento de extrema felicidade.


Ingredientes:
4 claras de ovo
16 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de vinagre de vinho branco
2 colheres (chá) de maisena
1 colher (chá) de extrato de baunilha
200 ml de creme de leite fresco ou nata
2 colheres de sopa de açúcar de confeiteiro
2 ou 3 maracujás

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180 °C. Forre um tabuleiro com papel manteiga. Com a ajuda de um prato,desenhe um círculo de 20 cm de diâmetro no papel. *
Bata as claras até que formem picos firmes.
Adicione o açúcar e bata levemente para incorporá-lo
Junte o vinagre, o amido de milho e o extrato de baunilha e envolva cuidadosamente com o auxílio de uma colher, sem mexer muito. Coloque o merengue sobre o papel vegetal, formando a base da pavlova.
Regule o forno para 150ºC e leve para cozinhar por aproximadamente 1 hora e 15 minutos. Desligue o forno e retire apenas quando estiver fria.
Coloque a base de merengue no prato que vai servir. **
Bata o creme de leite ou as natas com o açúcar de confeiteiro até atingir o ponto anterior ao chantilly e coloque sobre a base.
Decore com a polpa dos maracujás, ou qualquer outra fruta a seu gosto.

Receita da Nigella, que encontrei no blog Quiche de macaxeira. Para ver o vídeo da receita, clique aqui.
  
*Preferi assar pequenas pavlovas para servir porções individuais da mesma. Rendeu 10 unidades.
 ** A Nigella inverteu a base, deixando o lado plano do merengue para cima.

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Pipoca com cobertura de chocolate e pipoca caramelada

A primeira opção é mais uma sugestão do que propriamente uma receita. Quem precisa seguir uma receita para cobrir uma pipoca com chocolate, não é mesmo?
A outra opção, que é a pipoca caramelada, já apareceu no blog e desde que a provei pela primeira vez, só tenho elogios para a mesma. Simplesmente adoro!
É bem calórica, eu confesso, mas é o tipo de pipoca que deve ser preparada com o intuito de compartilhar com várias pessoas.


Pipoca com cobertura de chocolate

Ingredientes:
2 xícaras (chá) de pipoca estourada
220g de chocolate ao leite ou meio amargo

Modo de preparo:
Em uma vasilha média, derreta o chocolate conforme a instrução do fabricante. Se necessário faça a temperagem do mesmo.
Coloque pequenas porções de pipoca dentro do chocolate derretido e, com um garfo próprio para banhar, misture cuidadosamente até cobri-la por completo. Retire as pipocas do chocolate e bata o garfo na lateral da vasilha para retirar o excesso de chocolate. Coloque as pipocas sobre uma folha de papel manteiga ou alumínio e deixe o chocolate endurecer.
Conserve-as em um pote hermeticamente fechado.

Pipoca caramelada

Ingredientes:
1/2 copo de milho de pipoca (ou 14 copos de pipoca já estourada)
5 colheres de óleo de canola ou óleo de girassol
2 copos de açúcar mascavo claro, bem apertado no copo.
1 copo de manteiga sem sal (200 gramas)
1/2 copo xarope de glucose (Karo)
1 colher de sobremesa de sal
1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio

Modo de preparo:
Pré-aqueça o forno a 100 ºC.
Em uma panela bem grande aqueça o óleo e estoure as pipocas. Despreze qualquer grão que não tenha estourado, deixe esfriar e cubra com filme plástico.
Coloque em outra panela o açúcar mascavo, a manteiga, a glucose e o sal. Leve ao fogo médio e mexa de vez em quando até começar a borbulhar. Assim que começar aborbulhar deixe o caramelo atingir a temperatura de 120 ºC (mais ou menos 5 minutos e não se deve mexer a calda).
Retire do fogo, adicione o bicarbonato (vai borbulhar ferozmente) e misture bem. Entorne o caramelo sobre as pipocas e com o auxilio de dois garfos untados com manteiga, envolva as mesmas na calda até ficarem completamente cobertas.
Coloque as pipocas em um tabuleiro (não precisa untar) e leve ao forno por 1 hora, mexendo a cada 15 minutos com os garfos. Retire do forno e deixe esfriar. Conserve as pipocas em um recipiente com tampa.


A receita da pipoca caramelada é do blog Simplesmente Delícia.

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Bagel

Recentemente eu vi no supermercado um pacotinho de bagel para vender e fiquei curiosa para provar. Acabei comprando e, embora tenha gostado, achei bem parecido com pão de hambúrguer.  Descobri, lendo a embalagem, que os pãezinhos foram adaptados ao paladar do brasileiro. Nem dei muita bola porque não tinha como comparar com um bagel tradicional (nunca comi).
Acontece que, outro dia, lendo alguns comentários sobre o tal pão, vi muitas pessoas dizendo que ele não tinha nada a ver com o outro.
Fui buscar uma receita para tentar descobrir a diferença entre ambos e resolvi testar a receita do livro O livro dos pães. Já contei o quanto gosto desse livro. Acho que um dia conseguirei testar todas as receitas, diferente dos demais livros que tenho em casa, que acabo fazendo uma ou outra.
O resultado foi mesmo bem diferente; ele é bem mais durinho!
Eu gostei de ambos. Não tem como não gostar de pão :)  


Ingredientes:
500g de farinha de trigo branca forte
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 colher (chá) de sal
1 ¼ colher (chá) de fermento seco instantâneo
300 ml (1 ¼ xícara) de água
1 gema de ovo, para pincelar
3 colheres (sopa) de sementes de gergelim ou de papoula

Modo de preparo: 

Para fazer manualmente

1 – Coloque a farinha, 1 colher (sopa) do açúcar, o sal e o fermento em uma tigela grande. Gradualmente, junte água morna suficiente para formar uma massa macia.

7 – Sove bem sobre uma superfície levemente enfarinhada por 5 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Coloque a massa de volta na tigela, cubra com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescer por 1 hora ou até a massa fique com o dobro do tamanho.

3 – Coloque a massa de volta sobre a superfície levemente enfarinhada, sove bem e corte em 10 partes iguais. Enrole cada um dos pedaços, formando bolinhas, depois faça um furo de cerca de 3, 5 cm no centro de cada bolinha com o dedo bem enfarinhado. Aumente o furo com um segundo dedo, fazendo movimentos circulares com os dedos.

4 – Transfira os bagels para duas assadeiras forradas com papel antiaderente para forno. Cubra-os com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescerem por 30 minutos, ou até que cresçam pela metade novamente.

5 – Quando os bagels estiverem quase prontos, coloque 2 litros (8 xícaras) de água em uma panela grande, acrescente o restante do açúcar e deixe ferver.

6 – Com cuidado, coloque os bagels na água fervente, um por um, por 1 a 2 minutos de cada lado, ou até que flutuem. Tire os bagels da água com uma escumadeira e coloque-os de volta na assadeira para escorrer.

7 – Transfira-os para duas assadeiras untadas. Pincele com a gema do ovo misturada com 1 colher (sopa) de água e salpique as sementes. Asse em forno preaquecido por 200 °C por 12 a 15 minutos, até que fiquem bem dourados e pareçam ocos ao receberem leves batidas com as pontas dos dedos. Transfira para uma grade de metal, para esfriar.

Para fazer na máquina

1 – Tire a fôrma de dentro da máquina, encaixe o batedor e coloque a manteiga, os ovos batidos e o leite. Com uma colher, coloque a farinha por cima, depois o sal e o açúcar. Faca um pequeno furo no centro da farinha e coloque o fermento dentro dele.

2 – Insira a fôrma na máquina. Feche a tampa e selecione o programa de massa ou massa básica. Aperte o botão “iniciar”.

3 – Ao final do programa, retire a fôrma de dentro da máquina, coloque a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada e continue a partir do passo 3, acima.

Receita do livro O livro dos pães, de Sara Lewis. Editora Larousse.

segunda-feira, 7 de julho de 2014

Bolinho de chuva com calda de brigadeiro

Basta o tempo esfriar para que esses bolinhos apareçam aqui em casa. Embora não goste nadinha de preparar frituras, eu abro uma exceção e garanto a alegria dos meus filhotes.
Desta vez eu quis variar e fui preparar a receita da Juliana Motter, que saiu na revista Casa Claudia. Falar sobre a Juliana é falar sobre brigadeiro, então o bolinho vem acompanhado de uma gostosa calda de brigadeiro.
Achei melhor fazer bolinhos pequenos, por isso usei duas colheres de chá para modelá-los, e depois servi com porções individuais de calda, colocando a mesma em copinhos fofuxos, que ganhei da loja Tom & Sophie.
O meu filho mais novo disse, ao experimentar, que parecia um pedacinho do céu. Isso já compensou toda a sujeira que a fritura fez na cozinha :)


Ingredientes:

Para a calda *
2 latas de leite condensado
8 colheres (sopa) de chocolate em pó
4 colheres (sopa) de manteiga

Para o bolinho
2 ovos
2 colheres (sopa) de açúcar – usei 4 colheres
1 fava de baunilha
1 xícara (chá) de leite
2 ½ xícaras (chá) de farinha de trigo
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de fermento em pó
Açúcar e canela em pó para polvilhar
Óleo para fritar

Modo de preparo:

Para a calda
Em uma panelinha, leve ao fogo baixo todos os ingredientes. Mexa constantemente até aquecer e desligue antes que o fundo da panela apareça.

Para o bolinho
Bata, com o auxílio de uma batedeira, os ovos e o açúcar até ficar claro.
Corte a fava de baunilha no sentido do comprimento, raspe a polpa e incorpore à mistura (despreze a fava). Acrescente aos poucos o leite e a farinha, mexendo com uma colher.
Coloque o sal e o fermento, modele os bolinhos com duas colheres e frite em óleo quente.
Escorra em papel-toalha, polvilhe com açúcar e canela em pó e sirva com a calda quente.

Rende 40 unidades.


* Meia receita da calda foi o suficiente para a quantidade de bolinhos preparados.
Receita da revista Casa Claudia, julho de 2011.

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Biscoitinhos com geleia

Bolo e biscoitinhos com café são duas coisas que eu realmente adoro. Não sei explicar ao certo, mas sinto uma sensação reconfortante ao degustá-los. Tem sabor e aroma de casa, de infância e de tudo o que é gostoso.
Há tempos procurava uma receita de biscoitinhos recheado com geleia. Tentei até a receita da Martha Stewart, mas não sei o que eu fiz de errado pois os biscoitos se desmancharam todinhos quando eu coloquei para assar.
Não desisti e acabei encontrando esta receita no site Mybissim. Os biscoitinhos ficaram do jeito que eu estava imaginando: derretendo na boca a cada mordida e extremamente gostosos.


Ingredientes:
200g de manteiga cortada em cubos
100g de açúcar
2 gemas
50g de farinha de amêndoas
250g de farinha de trigo
1 colher (sopa) de sementes de gergelim - não usei
Geleia - usei de mirtilos
Açúcar de confeiteiro para polvilhar

Modo de preparo:
Forre uma assadeira grande com papel manteiga.
Bata a manteiga na batedeira até ficar cremosa e lisa. Adicione o açúcar e bata novamente até misturá-los por completo.
Acrescente as gemas, uma de cada vez, batendo bem a cada adição
Adicione os ingredientes secos e misture até se tornar uma massa homogênea.
Achate a massa, formando um círculo plano, e cubra com filme de PVC. Leve à geladeira por 30 minutos.
Preaqueça o forno a 160 °C.
Abra a massa em uma superfície enfarinhada e, com um cortador, corte-a em círculos.
Separe metade dos biscoitos e corte o centro de cada um usando um cortador circular menor.
Acomode os biscoitos na assadeira e leve-os para assar, por aproximadamente 12 minutos ou até ficar ligeiramente dourados.
Polvilhe com açúcar os biscoitos com furo central e espalhe geleia nos demais.
Una os biscoitos polvilhados com açúcar com os biscoitos recheados com geleia, pressionando levemente e conserve-os em um pote hermeticamente fechado.

Fiz meia receita e rendeu 24 biscoitinhos.
Receita daqui.

segunda-feira, 23 de junho de 2014

Castanhas do bar do Union Square Café

Não tenho o costume de preparar aperitivos, mas quando li no livro da Nigella que, depois de provar, não vai querer parar mais, fiquei curiosa para provar esta receita e resolvi prepará-la.
Confesso que não estava esperando muita coisa, mas a musa-mor do blog nunca mente. Adorei! Achei que combina bastante com esta época de copa do mundo.

castanhas do bar do Union Square Café


Ingredientes: 
500g de castanhas de tipos variados sem sal, incluindo amendoim sem pele, castanha de caju, castanha-do-pará, avelãs, nozes, nozes pecã e amêndoas inteiras, com a pele
2 colheres (sopa) de alecrim fresco picado grosseiramente (folhas de 2 galinhos de 8 cm)
½ colher (chá) de pimenta-de-caiena
2 colheres (chá) de açúcar mascavo escuro
2 colheres (chá) de sal marinho
1 colher (sopa) de manteiga sem sal derretida

Modo de preparo:
Preaqueça o forno a 180 °C.
Mexa as castanhas em uma tigela grande, para misturá-las, depois espalhe-as em uma assadeira. Ponha no forno até ficarem com uma cor castanho-dourada clara, cerca de dez minutos.
Em uma tigela grande, combine o alecrim, a pimenta, o açúcar, o sal e a manteiga derretida.
Ponha as castanhas na tigela e mexa para ficarem bem envolvidas pela manteiga derretida.
Sirva quente.


Receita do livro Nigella Bites, de Nigella Lawson. Editora Ediouro.

segunda-feira, 16 de junho de 2014

Minipãezinhos surpresa de chocolate

Meses atrás recebi o prêmio do concurso do portal Eu Faço a Festa.
Gente, sério: fiquei apaixonada por tudo o que ganhei! Uma verdadeira caixa recheada de fofurices.
Estou escolhendo com cuidado as palavras para não parecer que este é um publipost ou coisa parecida, mas a verdade é que eu realmente fiquei muito feliz e não poderia deixar de contar para vocês.
A faquinha, que eu coloquei uma fita adesiva para decorar, e os canudos que estão nas fotos são dois dos itens que ganhei da loja Tom & Sophie. Agora as fotos do blog ganharão mais bossa com os demais produtos. 
Para a receita desta semana eu escolhi um pãozinho, que acabou em um piscar de olhos.
Os meus filhotes gostaram tanto que eu tive que prepará-lo novamente.

minipãezinhos surpresa de chocolate


Ingredientes:

Para o pão
250g (2 1/4 xícaras) de farinha
2 colheres (sopa) de manteiga
½ colher (chá) de sal
2 colheres (sopa) de açúcar
¾ colher (chá) de fermento seco instantâneo
2 ovos batidos
3 colheres (sopa) de leite
50g de chocolate escuro

Para decorar  (não coloquei)
Cacau em pó
Açúcar de confeiteiro

Modo de preparo:

Para fazer manualmente

1- Coloque a farinha em uma tigela grande, acrescente o sal, o açúcar e o fermento, depois junte a manteiga e friccione com as pontas dos dedos até que a mistura fique com a aparência de migalhas de pão finas. Mexendo, acrescente os ovos batidos e gradualmente junte morno suficiente para formar uma massa macia.

2- Sove bem sobre uma superfície levemente enfarinhada por 5 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Coloque a massa de volta na tigela, cubra com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescer por 1 hora ou até que a massa fique com o dobro do tamanho.

3- Coloque a massa de volta sobre a superfície levemente enfarinhada, sove bem, e corte em 6 pedaços. Corte também o chocolate em 6 pedaços. Abra os pedaços da massa, um por um, formado retângulos de 7 x 10, e coloque um pedaço de chocolate sobre cada retângulo. Embrulhe o chocolate com a massa e transfira para mini fôrmas de pão de 10 x5,5 x 3,5 cm. Repita com as 6 partes.

4- Coloque as forminhas em uma assadeira e cubra com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente pó 40 minutos, até que cresçam bem e a massa alcançar as bordas das fôrmas.

5- Retire o plástico filme e asse em forno preaquecido a 200 °C por 10 a 15 minutos, até que os pãezinhos cresçam bem, fiquem dourados e pareçam ocos ao receberem leves batidas com as pontas dos dedos.

6- Segure as fôrmas com as luvas térmicas, solte as bordas dos pães com uma espátula pequena. Transfira para uma grade de metal para esfriar. Decore com um pouco de cacau em pó e açúcar de confeiteiro, peneirados.

Para fazer na máquina

1- Tire a fôrma de dentro da máquina, encaixe o batedor e coloque a manteiga, os ovos batidos e o leite. Com uma colher, coloque a farinha por cima, depois o sal e o açúcar. Faca um pequeno furo no centro da farinha e coloque o fermento dentro dele.

2- Insira a fôrma na máquina. Feche a tampa e selecione o programa de massa ou massa básica. Aperte o botão “iniciar”.

3- Ao final do programa, retire a fôrma de dentro da máquina, coloque a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada e continue a partir do passo 3, acima.


Rende 6 unidades.
Receita do livro O livro dos pães, de Sara Lewis. Editora Larousse.

segunda-feira, 2 de junho de 2014

Doguinho assado

Eu não gosto de algumas coisas e tenho bem claro quais são elas, mas, sinceramente, não sei se gosto de salsicha ou não. Sabe o meio-de-campo? É como se fosse isso, de um lado está o que eu gosto e do outro o que eu não gosto. Ela está bem naquela linha que divide os dois lados do campo.
Então não posso dizer que morri de amor pela receita de hoje, mas também não posso dizer que não gostei.
A massa é muito deliciosa e vem daqui. Acreditem: é tão macia! Dá vontade de comer só a massinha e tirar a salsicha :)
Falando do que eu gosto ou não, tem uma coisa que eu não gosto, alias, eu detesto: plágio. Detesto quando alguém faz uso indevido de algo que não lhe pertence.
Acredito que vocês, blogueiras, também não devem gostar nadinha disso.
Outro dia, vi uma escola oferecendo um curso e uma foto do meu blog ilustrava o folder, como se fosse feito por eles. Poxa, que triste! Não ganhei um centavo para preparar o passo a passo e mostrar aqui e eles ganhando dinheiro com isso?
Tem também uma simpática (sqn) mocinha que está teimando em usar uma fotografia minha em seu blog, para ilustrar uma coluna, e sem os devidos créditos. O pior é que eu já escrevi para a mesma e nada. Nem conversando amigavelmente o negócio funciona! Acredito que ela sofra de falha de caráter, só pode.
Enfim, depois de escrever o parágrafo acima, eu acredito que a minha opinião sobre a salsicha é meio diferente. Acho que ela está bem longe do lado das coisas que eu não gosto ;)

doguinho assado


Ingredientes:

Para a massa
250g de farinha de trigo
25 g de fermento biológico fresco
50g de margarina (usei margarina forno e fogão)
35g de açúcar
1 ovos
25g de queijo parmesão ralado bem fino
1 pitadinha de sal
1 pitadinha de vanilina (opcional)
½ copo de água – substituí por leite *
1 gema para pincelar

Para o recheio
Aproximadamente 7 salsichas

Modo de preparo:

Em uma vasilha ou na batedeira, faça uma massa com 100g de farinha e 25g de fermento e um pouco de água (dissolvi o meu fermento no leite morninho e depois juntei a farinha).
Deixe descansar por 10 minutos. Após este descanso, adicione o restante dos ingredientes e sove até a massa ficar bem macia e lisa.
Corte a salsicha em três partes (se quiser fazer um doguinho maior, corte-as ao meio).
Divida a massa em 21 partes iguais e abra cada uma delas formando um retângulo (é comum abrir em circulo, mas eu prefiro retângulo).
Em seguida coloque um pedaço de salsicha no centro de cada massa e enrole-a. Coloque o rolinho em uma assadeira untada e repita o procedimento até acabar toda a massa.
Deixe crescer por 20 a 30 minutos.
Pincele os doguinhos com a gema e leve-os para assar em forno preaquecido a 200°C até dourar.

Rende 21 unidades pequenas ou 14 médias.
A receita da massa é do Felipe Abrahão.

* Eu dissolvi o fermento no leite morno e coloquei a farinha dentro de uma tigela grande e fiz uma depressão no centro. Acrescentei o fermento dissolvido e os demais ingredientes e mexi primeiramente com um garfo até que todo o liquido foi incorporado. Transferi a massa para uma superfície polvilhada com farinha e comecei a sovar.


quinta-feira, 29 de maio de 2014

Bolo de nozes e castanha-do-pará com recheio de doce de leite

Eis o meu primeiro bolo coberto com pasta! Confesso que achei que fosse mais tranqüilo cobri-lo, mas me deu um trabalho... Contei com a ajuda do marido para abrir a pasta e tudo mais.
Fiz apenas 1/3 da receita (apenas o bolo da parte superior é verdadeiro), porque não daria conta de comê-lo e também acho meio enjoativo.
Como bolo inferior é de isopor, eu não precisei usar nenhum suporte para segurar o bolo superior.
Não achei que valesse a pena tentar explicar todo o processo de como cobrir os bolos e montá-los, porque não entendo muito sobre esse assunto. Achei aqui e aqui dicas bem interessantes para quem está pensando em fazer o seu próprio bolo.
Uma dica que darei humildemente: não molhe demais o bolo. Use bem pouca calda.
Para a decoração eu usei flores naturais. A variedade de flores comestíveis é grande e acho que ficam lindas em qualquer bolo (aqui tem uma série de cuidados que devemos tomar ao utilizá-las).

bolo de nozes e castanha-do-pará com recheio de doce de leite

 

Ingredientes:

Para o bolo
1 ½ xícara (chá) de manteiga
1 ¾ xícara (chá) de açúcar *
1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo
1 ½ xícara (chá) de leite
3 xícaras (chá) de nozes moídas (eu usei 1 ½ xícara de nozes moídas e 1 ½ xícara de castanhas-do-pará moídas)
9 claras
4 colheres (chá) de fermento em pó

Para a calda
1 xícara (chá) de açúcar
1 ½ xícara (chá) de água

Para o recheio
1,4 kg de doce de leite com consistência firme

Para cobrir
1 kg de pasta americana

Modo de preparo:

Para o bolo
Preaqueça o forno a 180 °C.
Bata bem a manteiga com o açúcar e adicione-lhes o leite, alternando com um pouco de farinha de trigo. Junte também as claras em neve. Adicione as nozes moídas  (ou as nozes e as castanhas) e o fermento, batendo tudo até que a massa comece a fazer bolhas.
Leve para assar em duas fôrmas, untadas e enfarinhadas, por aproximadamente 40 minutos. ** Faça o teste do palito.

Para a calda
Misture os ingredientes e leve ao fogo sem mexer até a calda engrossar.
  
Montagem:
Unte dois aros próprios para a montagem de bolo com um pouco de margarina e açúcar (com as mesmas medidas das fôrmas).
Divida cada bolo em três partes.
Acomode um disco dentro do aro, molhe com um pouco da calda e coloque o recheio. Cubra com o outro disco de bolo, torne a molhar com a calda e coloque mais recheio. Por fim, cubra com o disco restante, molhe novamente com a calda e leve para a geladeira até firmar (eu deixei durante uma noite inteira). Repita o processo com o outro bolo.
Retire os aros e passe uma camada de doce de leite nas partes externas do bolo. Cubra-os com a pasta americana (veja aqui como fazer) e coloque um sobre o outro (veja aqui como fazer). Decore de acordo com sua preferência.


* A receita original leva apenas 1 ½ de açúcar, mas eu experimentei e achei que faltou açúcar.
** Para o bolo menor eu usei uma fôrma com 16 cm de diâmetro. Como o bolo inferior é de isopor eu não utilizei nenhuma fôrma, mas recomendo que ela tenha 18 cm de diâmetro para ficar igual ao da foto.
Para que os bolos fiquem com alturas diferentes, recomendo que seja colocado 1/3 da massa na fôrma menor e o restante na fôrma maior.
Eu fiz uma modificação no preparo da massa; bati a manteiga com o açúcar e adicionei o leite intercalando com a farinha. Depois acrescentei as frutas oleaginosas e o fermento. Por ultimo adicionei as claras em neve, misturando com cuidado.

A receita da massa do bolo é do livro Dona Benta, editora Companhia Editora Nacional.
A receita da calda é da revista Gula, n° 140, junho de 2004.

terça-feira, 20 de maio de 2014

Deleites gastronômicos

Nossa, eu escrevo estas linhas e não me aguento de tanto sono... Tive um dia bem atarefado e não consigo nem teclar direito... Resolvi pedir ajuda para o meu marido e perguntei a ele a sua opinião sobre a receita de hoje. Ele me respondeu dizendo que ficou Boa pra... (soltou um palavrão).
Palavrão não dá para escrever no blog porque fica muito feio, não é mesmo? Mas ele tem toda a razão: Esses deleites ficaram muito bons!
Escolhi fazê-los em tamanhos menores dos tradicionais porque o tema atual das postagens é docinhos para casamento, mas se quiserem prepará-los da maneira descrita no livro, basta aumentar o comprimento para 8 centímetros.
Beijo, beijo e boa noite para todos!

deleites gastronômicos



Ingredientes:
300g de chantilly
500g de framboesas lavadas e secas
20g de açúcar de confeiteiro para decorar.

Para os profiteroles 
120g de farinha de trigo
100 ml de leite
100 ml de água
10g de açúcar
1 pitada de sal
80g de manteiga
4 ovos inteiros
20g de manteiga para untar
100g de amêndoas picadas

Para o creme de confeiteiro
1 fava de baunilha
400 ml de leite
4 gemas
80g de açúcar
30g de amido de milho
25g de manteiga
100g de creme de leite fresco batido em chantilly

Modo de preparo:

Para o creme de confeiteiro:
Com uma faca, parta a fava da baunilha ao meio no sentido do comprimento e raspe o interior para extrair as sementes. Despeje o leite em uma panela, acrescente a fava e as sementes e ferva.
Retire do fogo, cubra imediatamente e deixe em infusão durante 15 minutos.
Em uma tigela, bata as gemas e o açúcar até que a mistura fique levemente esbranquiçada. Adicione o amido de milho.
Retire a fava de baunilha do leite e o coloque novamente para esquentar até levantar fervura. Despeje 1/3 do leite sobre a mistura de gemas, açúcar e amido de milho e mexa com a ajuda de um fouet e tomando o cuidado de raspar as paredes da panela.
Retire o creme do fogo e despeje-o em uma vasilha. Deixe esfriar por 10 minutos, até que continue quente. Adicione a manteiga, girando o recipiente. Cubra a vasilha com um papel filme até o momento da utilização do creme.
Pegue 500g do creme e adicione delicadamente o chantilly, usando uma espátula flexível para misturá-los.

Para os profiteroles:
Peneire a farinha. Em uma panela, ferva o leite, a água, o açúcar, o sal e a manteiga, depois retire do fogo.
Incorpore a farinha ao liquido, misturando rapidamente com uma espátula para homogeneizar a massa.
Coloque a panela de volta ao fogo brando e mexa bastante a massa por 1 minuto para “soltá-la”
Transfira a massa para uma vasilha. Incorpore os ovos um a um usando uma espátula, tomando o cuidado de misturar a cada edição deles, até a massa ficar homogênea.
Preaqueça o forno a 180 °C.
Sobre uma assadeira untada com manteiga (usei silpat), usando o saco de confeiteiro com bico de 14 milímetros, faça profiteroles de 5 centímetros de comprimento. Salpique um pouco de amêndoas picadas por cima.
Leve os deleites gastronômicos ao forno e asse a 180 °C por volta de 8 a 10 minutos, quando a massa começar a crescer, abra um pouco a porta do forno, de 2 a 3 milímetros, para deixar o vapor sair. Deixe assar com a porta entreaberta até ficar dourado até ficar dourado, por aproximadamente 30 minutos. Retire os deleites gastronômicos do forno e deixe-os esfriar sobre uma grelha.

Montagem:
Corte os deleites gastronômicos horizontalmente a 2/3 da altura, de forma que se obtenha uma base e uma tampa. Recheie as bases com o creme de confeiteiro, utilizando um saco de confeiteiro com o bico perlê de 8 milímetros. A seguir, coloque as framboesas sobre o creme (se elas forem grandes, corte-as ao meio).
Usando um saco de confeiteiro com bico canelado, aplique o chantilly.
Cubra com uma tampa de massa. Polvilhe açúcar de confeiteiro.

Rendimento: 12 deleites gastronômicos de tamanho grande.
Receita do livro Doces Ladurée, editora SENAC


Fiz meia receita e rendeu 12 unidades pequenas.