segunda-feira, 14 de julho de 2014

Bagel

Recentemente eu vi no supermercado um pacotinho de bagel para vender e fiquei curiosa para provar. Acabei comprando e, embora tenha gostado, achei bem parecido com pão de hambúrguer.  Descobri, lendo a embalagem, que os pãezinhos foram adaptados ao paladar do brasileiro. Nem dei muita bola porque não tinha como comparar com um bagel tradicional (nunca comi).
Acontece que, outro dia, lendo alguns comentários sobre o tal pão, vi muitas pessoas dizendo que ele não tinha nada a ver com o outro.
Fui buscar uma receita para tentar descobrir a diferença entre ambos e resolvi testar a receita do livro O livro dos pães. Já contei o quanto gosto desse livro. Acho que um dia conseguirei testar todas as receitas, diferente dos demais livros que tenho em casa, que acabo fazendo uma ou outra.
O resultado foi mesmo bem diferente; ele é bem mais durinho!
Eu gostei de ambos. Não tem como não gostar de pão :)  


Ingredientes:
500g de farinha de trigo branca forte
2 colheres (sopa) de açúcar refinado
1 colher (chá) de sal
1 ¼ colher (chá) de fermento seco instantâneo
300 ml (1 ¼ xícara) de água
1 gema de ovo, para pincelar
3 colheres (sopa) de sementes de gergelim ou de papoula

Modo de preparo: 

Para fazer manualmente

1 – Coloque a farinha, 1 colher (sopa) do açúcar, o sal e o fermento em uma tigela grande. Gradualmente, junte água morna suficiente para formar uma massa macia.

7 – Sove bem sobre uma superfície levemente enfarinhada por 5 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Coloque a massa de volta na tigela, cubra com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescer por 1 hora ou até a massa fique com o dobro do tamanho.

3 – Coloque a massa de volta sobre a superfície levemente enfarinhada, sove bem e corte em 10 partes iguais. Enrole cada um dos pedaços, formando bolinhas, depois faça um furo de cerca de 3, 5 cm no centro de cada bolinha com o dedo bem enfarinhado. Aumente o furo com um segundo dedo, fazendo movimentos circulares com os dedos.

4 – Transfira os bagels para duas assadeiras forradas com papel antiaderente para forno. Cubra-os com plástico filme besuntado com óleo, sem apertar, e deixe em local quente para crescerem por 30 minutos, ou até que cresçam pela metade novamente.

5 – Quando os bagels estiverem quase prontos, coloque 2 litros (8 xícaras) de água em uma panela grande, acrescente o restante do açúcar e deixe ferver.

6 – Com cuidado, coloque os bagels na água fervente, um por um, por 1 a 2 minutos de cada lado, ou até que flutuem. Tire os bagels da água com uma escumadeira e coloque-os de volta na assadeira para escorrer.

7 – Transfira-os para duas assadeiras untadas. Pincele com a gema do ovo misturada com 1 colher (sopa) de água e salpique as sementes. Asse em forno preaquecido por 200 °C por 12 a 15 minutos, até que fiquem bem dourados e pareçam ocos ao receberem leves batidas com as pontas dos dedos. Transfira para uma grade de metal, para esfriar.

Para fazer na máquina

1 – Tire a fôrma de dentro da máquina, encaixe o batedor e coloque a manteiga, os ovos batidos e o leite. Com uma colher, coloque a farinha por cima, depois o sal e o açúcar. Faca um pequeno furo no centro da farinha e coloque o fermento dentro dele.

2 – Insira a fôrma na máquina. Feche a tampa e selecione o programa de massa ou massa básica. Aperte o botão “iniciar”.

3 – Ao final do programa, retire a fôrma de dentro da máquina, coloque a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada e continue a partir do passo 3, acima.

Receita do livro O livro dos pães, de Sara Lewis. Editora Larousse.

6 comentários:

  1. Olá!!!
    Adoro bagels, este que você se refere é um de uma famosa marca que vem em 04 unidades, certo? Eu confesso que, apesar de realmente serem diferentes do original, eu gosto bastante!!
    Vou testar a sua receita, pelas fotos dá pra ver que o resultado ficou incrível!!
    Hoje vim conhecer o blog, já estou seguindo para não perder nenhuma de suas receitas!! =)
    Se quiser visitar meu cantinho, será muito bem-vinda! Beijos!!
    http://deliciasdavodeo.blogspot.com.br/
    www.facebook.com/ReceitasdoBlogDeliciasdaVoDeo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea! É sim, são os bagels da Wickbold. Eu também gostei porque são bem macios, mas parecem pãezinhos de hambúrguer.
      Essa receita ficou bem diferente e pelo que eu li, os bagels são mesmo "durinhos". Não sei se é verdade, pois nunca experimentei.
      Eu também te sigo :) Falando nisso, será que você me serviria uma fatia do pudim de doce de leite com amendoim? :)
      Beijinhos,
      Fernanda.

      Excluir
  2. Olá,

    esse livro é mesmo fantástico, mesmo os restantes da colecção são uma perdição.
    Já fiz uma vez Bagels e todos gostamos são tão bons para o lanche.
    Estes ficaram com tão bom aspecto, e com essas sementes que lindos.
    Esse paninho é um encanto, adorei.

    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sandra! Pois é, eu adoro esse livro!!!! Não sabia que tinha uma coleção! Você tem?
      Eu também gostei desses pãezinhos no lanche.
      Obrigada pelo comentário tão gentil.
      Beijinhos açucarados,
      Fernanda.

      Excluir
  3. Esse livro é mesmo especial, também o tenho e apetece-me fazer de tudo!
    Tenho outros dessa coleção e adoro, super simples mas muito práticos :)
    E eu adoro bagels, esses pãezinhos ficaram lindos!
    Um beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Inês! Não tenho nenhum outro livro da Sara, mas acredito que eles devem ser tão bom quanto O livro dos pães. Realmente são bem práticas as receitas!
      Beijinhos doces e uma semana bem gostosa para você!

      Excluir