segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Doce de abóbora com gengibre

Tempos atrás fiz o doce de abóbora da Palmirinha e esse ano me deu uma vontade de comê-lo novamente. Acrescentei um pedacinho de gengibre, três cravos da índia e o doce ganhou uma cara nova.
Outra novidade foi a nossa mudança para Chapecó. Viemos nas férias escolares para procurar imóveis e em setembro nós mudamos. Agora estamos morando perto da família do meu marido e o resultado dessa mudança é visível no comportamento das crianças e no nosso cotidiano. Ontem foi o nosso primeiro almoço em família e ficamos mais de 5 horas na casa da minha sogra.
Agora só falta a minha família para a felicidade ser completa.

doce de abóbora com gengibre


Ingredientes:
500g de abóbora descascada e cortada em pedaços
200g de açúcar
1 canela em pau
3 cravos da índia
1 pedaço pequeno de gengibre ralado – o pedaço varia conforme o seu gosto
150g de coco em flocos ralado – usei de pacotinho, úmido e adoçado

Em uma panela coloque a abóbora, o açúcar, a canela, os cravos e o gengibre. Leve ao fogo baixo, mexendo sempre até formar uma calda.
Quando começar a ferver, tampe a panela deixando uma abertura para o vapor sair. Deixe cozinhar por mais ou menos 20 minutos, mexendo de vez em quando.
Quando a abóbora estiver desmanchada e a calda ficar grossa, adicione o coco ralado e deixe mais ou menos uns cinco minutos.


terça-feira, 20 de setembro de 2011

Palitos amanteigados de alho e manjericão

Hoje estou econômica nas palavras mas posso garantir que essa receita da Sara Lewis não é nada econômica no que diz respeito ao sabor.

palitos amanteigados de alho e manjericão



Ingredientes:
400g (3 2/3 xícaras) de farinha de trigo
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de açúcar refinado
1 ¼ colher (chá) de fermento seco instantâneo
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
200 ml (1 xícara rasa) de água
Sal grosso

Para finalizar:
100g (3/4 xícara mais 2 colheres de sopa) de manteiga
4 dentes de alho, picados finos
1 maço pequeno de manjericão fresco
Pimenta-do-reino

Para fazer manualmente

1 – coloque a farinha em uma tigela grande e, mexendo, acrescente o sal, o açúcar e o fermento. Adicione o azeite e, gradualmente, junte a água morna suficiente para formar uma massa macia.

2 – sove bem sobre uma superfície levemente enfarinhada por 5 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Coloque a massa de volta na tigela, cubra com filme plástico besuntado com óleo e deixe em local quente para crescer por 1 hora ou até que a massa fique com o dobro do tamanho.

3 – coloque a massa de volta sobre a superfície levemente enfarinhada, sove bem e corte ao meio. Abra as duas partes com um rolo, em formato oval e fino de cerca de 35 x 18. Transfira para duas assadeiras grandes untadas e corte em tiras de 2,5 cm de larguras, começando a cortar a uma certa distância da borda, de maneira que as tiras ainda fiquem presas pelas extremidades, dentro do formato oval.

4 – salpique a massa com um pouco de sal grosso. Cubra com plástico filme besuntado com óleo e deixe em local quente por t30 minutos, até que as bordas cresçam.

5 – retire o plástico firme e asse a 220 ºC por 8 a 10 minutos, até que o pão fique dourado e pareça oco ao receber leves batidas com as pontas dos dedos. Transfira para dois pratos grandes.

6 – derreta um pequeno pedaço de manteiga em uma panela grande e acrescente o alho. Frite por 2 a 3 minutos até que comece a dourar. Acrescente o restante da manteiga, as folhas de manjericão despedaçadas e pimenta-do-reino a gosto. Quando a manteiga derreter, pincele a mistura sobre o pão quente, separe os palitos e sirva imediatamente.

Para fazer na máquina

1 – tire a fôrma de dentro da máquina, encaixe o batedor e coloque a água fria a o azeite. Com uma colher, jogue a farinha por cima, depois o sal e o açúcar. Faca um pequeno furo no centro da farinha e coloque o fermento dentro dele.

2 – insira a fôrma na maquina. Feche a tampa e selecione o programa de massa ou massa básica. Aperto o botão iniciar.

3 – ao final do programa, retire a fôrma da máquina, coloque a massa sobre uma superfície levemente enfarinhada e continue a partir do passo 3.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Ostras Gratinadas

Nas minhas idas ao Mercado Público de Florianópolis sempre saio de lá com um pacote de uma dúzia de ostras. São as ostras do marido pois eu não como.
Ele gosta de ostras gratinadas e então, numa dessas ocasiões que fiz, aproveitei para tirar uma foto e compartilhar com vocês.
Tudo muito fácil: molho branco, muito queijo parmesão e pronto.

ostras gratinadas



Ingredientes:
1 dúzia de ostras

Para o molho branco
½ cebola
3 cravos da índia
1 folha de louro
250 ml de leite
30g de manteiga
30g de farinha de trigo
50 ml de creme de leite
Sal e pimenta a gosto
2 colheres (sopa) de queijo parmesão ralado.

Para finalizar
Queijo parmesão ralado – usei o Gran Mestri ralado na hora

Pegue a cebola, já descascada e cortada ao meio no sentido do comprimento, coloque a folha de louro em cima e espete os cravos para fixá-la – o nome disso é cebola piqué.
Ferva o leite com a cebola e depois retire a cebola.
Em uma panela, derreta a manteiga e adicione a farinha. Deixe cozinhar, mexendo sempre, por mais ou menos 2 minutos. Acrescente o leite aos poucos, mexendo sempre.  Cozinhe até engrossar.
Coloque o sal, o queijo ralado e misture. Quando estiver esfriado um pouco, adicione o creme de leite e mexa novamente.
Preaqueça o forno a 200 ºC.
Lave as ostras em água corrente. Abra-as e coloque por cima o molho branco*. Finalize com o queijo parmesão ralado e acomode-as em um refratário próprio para ir ao forno
Leve ao forno por 10-15 minutos ou até que o queijo esteja completamente derretido.




* Aqui e aqui tem dicas para abrir as ostras.

Eu geralmente congelo as ostras com o molho branco sem gratinar. Quando vou prepará-las, retiro do freezer e levo diretamente para o forno.

segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Cookies de manteiga de amendoim com chocolate.

Se não precisasse de tanta manteiga para fazer cookies, eu juro que faria bem mais vezes.
Quando eu era criança a minha mãe fazia muitas bolachinhas lá em casa e então, sempre que como um cookie caseiro, lembro da minha infância. E não tem sabor mais gostoso que esse.
Apesar da manteiga toda eu não resisti e fiz esses. As únicas modificações que fiz foram omitir o último ingrediente da receita original e substituir o chocolate meio amargo por ao leite.

Cookies de manteiga de amendoim com chocolate


Ingredientes:
1 xícara (chá) de manteiga amolecida
2/3 xícara (chá) de manteiga de amendoim
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de açúcar mascavo – usei o escuro
2 ovos
2 colheres (chá) de extrato de baunilha
2 e ¼ xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
½ colher (chá) de sal
2 xícaras (chá) de chocolate ao leite picado – a receita original pede meio amargo

Forre uma assadeira com papel manteiga. Preaqueça o forno a 180 ºC.
Com o auxílio de uma batedeira, bata as manteigas com os açúcares até formar um creme. Adicione os ovos e a baunilha e bata novamente.
Misture a farinha com o sal e o bicarbonato e adicione gradualmente ao creme. Misture bem.
Acrescente o chocolate picado e misture até incorporá-lo.
Com uma colher de sopa pegue porções da massa e faça bolinhas. Coloque-as na assadeira deixando mais ou menos 5 cm de distância uma da outra. 
Leve os cookies para assar por 10 a 12 minutos ou até que as bordas estejam levemente douradas.
Espere dois minutos antes de transferi-los para uma grade para esfriar completamente.



Fiz meia receita e consegui 28 cookies.