terça-feira, 31 de maio de 2011

Docinhos de casamento: Bolo de chocolate com recheio de Cointreau e cobertura de ganache

Queria terminar esse especial de docinhos para casamento com um bolo. E como já contei para vocês, não tinha pretensão nenhuma de fazer “aquele doce”, nesse caso será “aquele bolo”.
O bolo é bem simples porque eu não trabalho com pasta, na verdade eu nem tentei trabalhar. E como os docinhos da Especiarias não tem nenhuma decoração com pasta, eu também  não tenho nenhum utensílio para trabalhar com a mesma.
Fiz uma cobertura de ganache de chocolate e trabalhei com a ponta de uma faca (pode usar uma espátula) para formar pequenos picos.
A massa e o recheio do bolo são do livro Petit Larousse do Chocolate. Como eu fiz três receitas do recheio e só tinha 50ml de Cointreau acrescentei raspinhas de laranja no recheio, não fiz a calda e usei apenas suco de laranja para molhar o bolo.
Para conseguir o Cointreau e não ter que comprar uma garrafa inteira (que no supermercado custa aproximadamente R$ 66,00) você pode comprar uma dose em qualquer estabelecimento que venda bebida dessa maneira. Sai bem mais caro a dose mas se você não for usar pra mais nenhuma receita e não tem o hábito de consumir a bebida, vale a pena. 
Para fazer esse bolo, eu fiz 3 receitas do recheio e 3 receitas da massa.  Usei  dois aros com medidas diferentes, o maior tem 20cm de diâmetro e o menor 16cm.
As lindas rosinhas e miosótis foram feitas pela madrecita – ela faz flores de biscuit comestíveis e não comestíveis- e o topo do bolo também foi ela. Pra entrar em contato com ela é só escrever para o e-mail estherbiscuit@gmail.com.
Madrecita tem o talento que falta na filha, não é?

bolo de chocolate com recheio de Cointreau e cobertura de ganache




Para o pão de ló genovês de chocolate

20g de manteiga
4 ovos
125g de açúcar
90g de farinha de trigo peneirada
30g de cacau em pó, sem adição de açúcar, peneirado

Para o creme de Cointreau

1 folha de gelatina
330 ml de leite
3 gemas
70g de açúcar
20g de farinha de trigo
20g de amido de milho
20ml de Cointreau
150ml de creme de leite fresco

Para a calda
150ml de água
70 ml de açúcar
20 ml de Cointreau
Para o recheio:
Geléia de framboesa

Para a cobertura:
250g de chocolate (meio-amargo ou ao leite)
250ml de creme de leite fresco

Pré-aqueça o forno a 180ºC. unte com manteiga e enfarinhe uma forma com bordas altas de 22 cm de diâmetro.

Prepare o pão de ló de chocolate: derreta a manteiga em uma panela. Coloque os ovos e o açúcar em banho- Maria e deixe aquecer pó 5 a 8 minutos, batendo vigorosamente até que a mistura fique esbranquiçada  e espessa: ela deve escorrer do batedor sem quebrar, formando uma fita. Retire a mistura do banho-maria e bata em batedeira elétrica na velocidade máxima, até esfriar.
Junte a farinha de trigo e o cacau peneirados, em duas ou três edições; em seguida, incorpore delicada mas rapidamente a manteiga morna. Despeje na forma e leve para assar por 25 minutos, até que o pão de ló fique macio ao toque (introduza uma faca no centro do bolo; ela deve sair limpa). Deixe o bolo esfriar por alguns minutos e depois desenforme-o sobre uma grade de metal. – desenformei e deixei esfriar sobre um papel alumínio.

Prepare o creme de Cointreau : mergulhe a folha de gelatina em um pouco de água fria e reserve. Leve a leite ao fogo em uma panela. Quando começar a ferver, retire a panela do fogo e reserve. Bata as gemas com o açúcar e em seguida misture a farinha de trigo e o amido de milho. Adicione um pouco de leite quente a essa mistura. Despeje tudo em uma panela e aqueça em fogo brando, mexendo sem parar, e retire do fogo.  Esprema a folha de gelatina para extrair o excesso de água e incorpore-a ao creme. Transfira para uma tigela e cubra a superfície com plástico. Deixe esfriar. Depois acrescente o Cointreau. Bata o creme de leite e incorpore-o à preparação.

Prepare a calda: leve ao fogo água e o açúcar até que levante a fervura. Deixe esfriar, depois junte o Cointreau.

Prepare a ganache: pique grosseiramente o chocolate e coloque-o em uma tigela. Em uma panela, leve o creme de leite fresco ao fogo até levantar fervura, em seguida despeje-o sobre o chocolate. Misture bem e deixe descansar até que a ganache possa ser facilmente espalhada.

Com uma faca serrilhada, horizontalmente corte dois pães de ló ao meio.  Acomode a primeira parte da massa em um aro, com as laterais revestidas de papel filme,  e molhe-a com um pouco de calda, cubra com a geléia de framboesa e em seguida espalhe sobre ela uma camada de recheio . Cubra com a segunda parte do pão de ló e repita a operação.  Faça esse mesmo processo até obter 4 massa e 3 recheios no bolo inferior.
Com o auxílio do aro menor, meça a massa do terceiro pão de ló e corte-a do tamanho do mesmo.  Divida essa massa em três partes iguais e repita o processo de acomodá-las no aro, molhá-las com a calda, cobrir com geléia e espalhar o recheio.  Aproveitei a massa que sobrou do corte para fazer mais uma camada de bolo e assim ele ficou um pouquinho mais alto.
Acomode o bolo maior em um prato para bolo e coloque o bolo menor em cima. Cubra com a ganache e decore o bolo.  Leve a geladeira até o momento de servir


segunda-feira, 23 de maio de 2011

Docinho de casamento: bem-casado

Esse é o penúltimo post sobre docinhos de casamento e a receita do bem-casado vem do site do açúcar União. Se vocês, assim como eu, nunca fizeram esse docinho, aqui tem um vídeo que explica tintim por tintim como fazê-lo.  Troquei a calda de açúcar da receita por esta daqui. 
Vou ser bem sincera e confessar que eu não gosto de bem-casado, acho meio doce. Talvez seja por causa da calda de açúcar porque a massinha é bem neutra.
Também aprendi como embrulhar o bem-casado com esse vídeo. E para o primeiro bem-casado até que não ficou feio, estou certa?
Claro que para fazer a foto eu embrulhei e desembrulhei umas quinhentas vezes o docinho e pronunciei muitas palavras “bonitas”, mas isso é apenas um mero detalhe.

bem-casado




Ingredientes:


4 ovos – cerca de 240g
3 colheres (sopa) de açúcar união refinado – 60g
½ xícara (chá) de fécula de batata- 70g
½ xícara (chá) de farinha de trigo – 55g
1 colher (café) de bicarbonato de sódio – 2g
1 colher (café) de fermento em pó – 2g

Recheio:
1 lata de leite condensado
¾ xícara (chá) de leite
1 colher (sopa) rasa de amido de milho
1 colher (sopa) de manteiga

Calda:
100ml de água
500g de açúcar de confeiteiro

Na batedeira, bata os ovos com o açúcar por 15 minutos. Sem bater, junte a farinha previamente peneirada com a fécula, o bicarbonato e o fermento. Sobre as costas da assadeira, ligeiramente untada e forrada com papel manteiga também untado, pingue pequenas porções de massa (cerca de 4,5cm de diâmetro), mantendo um espaço de 3cm entre elas. Asse no forno preaquecido, sem deixar dourar. Com uma espátula, descole os discos de massa. Reserve para montagem.

Faça o recheio: na panela de pressão, cozinhe o leite condensado por 10 minutos. Esfrie antes de abrir a lata.
Dissolva o amido no leite e junte a manteiga e o leite condensado cozido.
Cozinhe mexendo até engrossar. Retire do fogo e deixe esfriar.
Recheie a metade dos discos com o doce e cubra-os com a metade restante.

Para fazer a calda ferva a água e acrescente o açúcar de confeiteiro. Mexa até ficar homogêneo. Banhe os bem casados um a um e deixe secar sobre uma folha de papel manteiga, por no mínimo 6 horas.



domingo, 22 de maio de 2011

De(coeur)ação!!!!

Ontem estava fazendo o post que vai ao ar amanhã e estava com uma dificuldade muito grande pois existia uma parte do texto que teimava em ficar diferente do resto. Refiz o texto umas três vezes e resolvi parar.  Sempre vejo pelo meu blog as atualizações dos blogs que sigo e ontem não acreditei quando vi o título do De(coeur)ação: Lojinha da Fernanda.
Fui correndo ver porque sinceramente não acreditei que a foto que estava lá era da Especiarias, mas era verdade. 



A Vivi foi muito importante para eu realizar esse sonho. Vou contar para vocês como tudo começou: eu e o meu marido alugamos uma lojinha, que precisava de uma reforma. Como não podia gastar muito (porque nós custeamos a reforma e não o proprietário) eu coloquei em prática tudo o que eu aprendi e aprendo com a Vivi.  Nós mesmos pintamos as paredes, o meu marido instalou a pia da cozinha e o lavatório, trocamos interruptores, instalamos a luminária do banheiro e mais uma penca de coisas. Para o pedreiro ficou a troca do piso, do vaso sanitário, a instalação hidráulica e emassar a parede. 
Vi um monte de dicas que amei no site da Vivi ,coloquei em prática e me deu uma vontade enorme de agradecê-la porque a decoração que nós fizemos na Especiarias foi tudo baseado no que aprendi com ela.  


Pela primeira vez eu fiz um comentário e para que ninguém achasse que eu estava querendo me promover eu entrei com o meu nome, Fernanda Mattos, e sem nenhum link para a Especiarias. Agradeci pela dica e comentei sobre os escritórios que ela havia postado. E não é que ela me respondeu pedindo uma foto? Fiquei feliz por ela ter lido e na terça-feira eu tirei algumas fotos e enviei por e-mail. E eu contei para ela tudo o que fizemos e tudo o que aprendi no De(coeur)ação. 
E ontem eu vi isso e me senti tão honrada porque ela só coloca assuntos interessantes e imagens lindas. As minhas pernas ficaram trêmulas e eu nem consegui dormir direito.


Quarto da Vivi

           
Especiarias






  Ela ensinou assim



Eu fiz assim


Não imaginei nem por um segundo que ela pudesse publicar as fotos e o meu texto. Eu amo o De(coeur)ação e além de segui-lo ele está na barra de favoritos aqui do PC.
Esse post é para agradecer a Vivi e a Deus por tudo isso.  Sei que todas vocês conhecem o  De(coeur)ação, mas deixo aqui o link do site que me ensinou e continua me ensinando muitas coisas.

Vivi... ♥


sexta-feira, 20 de maio de 2011

Docinho de casamento: damasco recheado com coco e coberto com chocolate branco

Hoje trago a receita de um docinho de damasco bem fácil de fazer.  Esses dias estava pesquisando sobre doces de casamento e encontrei várias matérias com opiniões dos noivos e dicas das mais variadas doceiras. E damasco, nozes e cereja são os favoritos para a mesa de doces.
Esse docinho de damasco lembra olho de sogra, mas como não é feito com ameixa ele fica mais “classudo”, entendem? 
Eu adoro olho de sogra e não entendo o porquê do preconceito. Só não entro na defesa do cajuzinho porque toda vez que eu almoçava no shopping eu comia um cajuzinho de sobremesa e acabei enjoando.  
Falando em cajuzinho, a minha mãe me contou que quando o meu irmão era criança ele pediu para ela fazer cajuzinho. A minha mãe sentou para enrolar os docinhos e ele sentou do seu lado. A minha mãe enrolava e ele comia, enrolava e ele comia... ela acabou de enrolar e ele de comer. Trinta anos depois o meu irmão ainda não consegue comer cajuzinho. Isso que é enjoar, não é? 

damasco recheado com coco e coberto com chocolate branco

  
Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga/margarina
1 gema (peneirada)
50g de coco seco em flocos
2 colheres (sopa) de creme de leite – de caixinha
170g de chocolate branco em barra - usei Galak
Damascos secos para rechear

Em uma panelinha coloque o leite condensado, a gema, a margarina e o coco. Leve para cozinhar em fogo baixo, mexendo sempre, até começar a desgrudar do fundo da panela. Não deixe que cozinhe demais pois o doce ficará muito duro. Desligue o fogo e adicione o creme de leite.
Corte os damascos ao meio no sentido do comprimento, tomando cuidado para não separar as metades.  Usando uma colher de café, recheie os damascos com o doce.
Derreta o chocolate branco no micro-ondas e faça a temperagem.  Banhe os damascos, mergulhando-os pela metade no chocolate.  Coloque-os para secar sobre um papel manteiga.


Se preferir utilize chocolate fracionado e não faça a temperagem.
Fiz a metade da receita (mas usei uma gema inteira ) e consegui 16 damascos recheados.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Docinhos de casamento: camafeu de nozes

Pela primeira vez eu fiz camafeu. Fazer o docinho não foi nenhum problema, o bicho pegou na hora de fazer o fondant.
Essa receita é do livro Dona Benta Comer Bem e nele existe uma receita de fondant que eu resolvi testar. Me pergunto até agora: Por quê?
Imaginem a cena; eu com uma panela de calda de açúcar e água em ponto de fio grosso (quente, muito quente) despejando no granito (a receita diz que é para despejar no mármore, mas eu só tenho granito) para poder moldar com uma espátula. Não deu outra, assim que a calda caiu no granito ela esfriou e grudou imediatamente nele e eu fiquei quase 1 hora amolecendo essa calda com um paninho para conseguir limpar o granito. Quase tive um siricutico!
Era melhor eu ter comprado o fondant pronto mas só tinha um pote muito grande.
O meu marido tinha me dito para banhar com chocolate mas eu teimei, né? Acabei usando chocolate mesmo, até porque o camafeu com chocolate é muito mais gostoso. Mas ele banhado no fondant, bem branquinho, fica tão lindinho.
Resolvi passar a receita para vocês que queiram se aventurar no preparo do fondant mas se fizerem bastante docinhos eu acho que é melhor comprar pronto (o fondant). Tem também a receita da Vó Palmirinha, que depois que eu vi fiquei com vontade de chorar. Parece tão mais fácil!

camafeu de nozes


Ingredientes:

1 ½ xícara de chá de nozes trituradas
1 lata de leite condensado
1 colher (sopa) de manteiga sem sal
½ colher (chá) de essência de baunilha
400gr de fondant
Nozes para decorar

Triture as nozes em um processador. Coloque em uma panela a manteiga e o leite condensado. Leve ao fogo e, assim que ferver, acrescente as nozes trituradas; misture em fogo baixo até que o doce se despregue do fundo da panela. Retire do fogo, acrescente a essência de baunilha e misture bem. Deixe esfriar.
Unte levemente as mãos com um pouco de óleo (eu apenas molhei as mãos) e molde os docinhos, formando bolinhas ( enrolei como se fosse um croquete). Derreta o fondant em banho-maria.
Mergulhe os docinhos no fondant quente e coloque sobre o papel manteiga para secar.
Decore com metades de nozes enquanto o fondant ainda estiver quente. Assim que os docinhos ficarem firmes e secos, coloque nas forminhas de papel.

Se preferir, acrescente 1 colher (sopa) de chocolate em pó ( na panela junto com o leite condensado e os demais ingredientes) para o camafeu ficar mais escurinho.
Para banhar com chocolate (usei 300g) basta derreter e temperar o mesmo. Caso utilize chocolate fracionado ou hidrogenado não é preciso fazer a temperagem.
Pra pintar as nozes que serão usadas na decoração, eu usei pó Nacarado. 
Rende 28 docinhos.

Fondant:
500g de açúcar
1 xícara (chá) de água
1 colher (chá) de suco de limão

Misture bem a água e o açúcar em uma panela, leve ao fogo e tampe. Ferva tampada por 3 minutos. Retire a tampa e ferva por cerca de 12 minutos até abter o ponto de fio grosso.
Despeje sobre uma pedra mármore e borrife com o suco de limão. Misture com uma espátula de madeira fazendo o movimento de vaivém. A calda irá adquirir uma textura de pasta branca e macia. Teste para ver se consegue modelar a massa. Deixe esfriar e guarde em um recipiente.
Quando for utilizar, derreta o fondant em banho-maria e aplique conforme solicitado na receita. O fondant pode ser colorido com algumas gotas do corante alimentar de sua preferência.

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Docinho de casamento: tortinha de limão

A segunda tortinha que eu escolhi é esta de limão. A receita do recheio e do merengue é da revista Claudia Cozinha e a massa é da coleção A Grande Cozinha, da Abril Coleções. Fiz a massa frola, cortei em círculos e forrei 24 forminhas de 4 cm de fundo por 6cm de abertura.

tortinha de limão


Ingredientes:

Para a massa
Ingredientes e modo de fazer aqui.

Para o recheio
6 colheres (sopa) de maisena
3 colheres (sopa) de farinha de trigo - diminui a quantidade para 2 colheres (sopa)
1 ½ xícara de açúcar
¼ de colher (chá) de sal
2 xícaras (chá) de água
4 gemas ligeiramente batidas
¼ de xícara de suco de limão siciliano* 
1 colher (sopa) de casca de limão ralada
1 colher (sopa) de manteiga

Para o merengue
4 claras
1 colher (chá) de fermento em pó
½ xícara de açúcar

Recheio: numa panela média, misture a maisena, a farinha, o açúcar e o sal. Aos poucos adicione a água, mexendo até ficar homogêneo. Leve ao fogo médio e cozinhe, mexendo sempre, até ficar transparente. Retire do fogo. Junte um pouco dessa mistura às gemas e bata com um batedor de mão. Adicione à panela, misture bem e cozinhe em fogo baixo, mexendo de vez em quando com uma colher de pau, até ficar homogêneo. Retire do fogo, acrescente os ingredientes restantes e misture bem. Recheie a massa com a mistura. Reserve.

Merengue: na batedeira, bata as claras com o fermento até espumar. Junte o açúcar aos poucos, batendo sempre, por três minutos ou até obter picos firmes. Espalhe sobre o recheio. Asse no forno preaquecido a 200 ºC. Deixe esfriar.

* Dobrei a quantidade de suco (½ xícara) porque achei que o sabor estava bem fraco. Recomendo experimentar antes e decidir se quer acrescentar mais suco.
Consegui 24 tortinhas como essa da foto.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Docinhos de casamento: mini-cheesecake de coco com goiabada

Para essa semana eu escolhi duas receitas de tortinhas. Acho que as mini-tortas deixam qualquer mesa de doces mais sofisticada.
Esse mini-cheesecake ficou absurdamente delicioso e fez um sucesso aqui em casa.
A receita é da Silvia Sivieri e foi publicada na revista Gula. Fiz apenas uma modificação; ao invés de mesclar a goiabada com a mistura de cream cheese, eu preferi assar a massa com o recheio e fazer uma caldinha de goiabada.

mini-cheesecake do coco com goiabada


Ingredientes:

Massa:
110 g de manteiga
150g de biscoito maisena triturados
30g de açúcar
Manteiga/margarina para untar

Recheio:
180g de açúcar
30g de maisena
360g de cream cheese
2 ovos
1 gema
80g de creme de leite fresco
80g de coco ralado seco
Gotas de extrato de baunilha para aromatizar
Raspas de limão a gosto
Goiabada mole quanto baste (finalização)

Derreta a manteiga e misture-a com os biscoitos e o açúcar. Unte uma fôrma de 25 cm de diâmetro com uma camada bem fina de manteiga.*
Coloque a massa na fôrma, pressionando bem.
Leve a massa ao forno preaquecido a 180 ºC para um pré-cozimento, por aproximadamente 7 minutos, ou até que esteja levemente dourada.
Deixe esfriar completamente antes de colocar o recheio.
Recheio: peneire o açúcar com a maisena.
Em uma batedeira, bata esssa mistura com o cream cheese, em velocidade média, até obter um composto bem cremoso.
Em uma tigela, misture os ovos, a gema, a baunilha e as raspas de limão. Junte ao cream cheese aos poucos, misturando bem.
Acrescente o creme de leite, o coco ralado e misture.
Coloque essa mistura sobre a massa pré-assada.
Disponha por cima a goiabada em colheradas e espalhe fazendo desenhos. Com a ajuda de um palito de madeira. **
Asse em forno preaquecido a 150 ºC, por aproximadamente 50 minutos, ou até que o centro comece a ficar firme, mas a torta esteja ainda bem clara. Se assar demais, o recheio vai rachar.
Leve a geladeira por no mínimo 6 horas, de preferência de um dia para o outro.

* para fazer os cheesecakes menores, eu untei várias forminhas individuais. Essa receita rendeu 24 unidades iguais as fotos.
** fiz uma calda, misturando a goiabada com água em uma panelinha, e levando ao fogo baixo até derreter completamente. Demorou mais ou menos 5 minutos. Usei para cobrir os cheesecakes cerca de 250g de goiabada e ½ xícara (chá) de água. 

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Docinhos de casamento e um agradecimento especial

Dias atrás recebi um recadinho da tia Marcia pedindo receitinhas de doces para fazer no casamento da sobrinha.
A tia Marcia não é irmã da minha mãe e nem do meu pai, mas mesmo assim é tia, sabe?
Ela é amiga da minha mãe e eu cresci chamando ela assim e hoje com 14 anos (em cada perna!) eu ainda não consigo chamá-la de Marcia. Ela é e sempre será a tia Marcia!
Bom, depois dessa apresentação toda, eu vou contar que decidi que em vez de só passar algumas receitinhas eu faria um especial de casamento aqui no blog. Sabe aquelas idéias que você tem em 5 minutos e depois para pra pensar e fica com medo? Pois é, não sei se a idéia vai dar certo mas eu vou tentar. Não tenho a pretensão de fazer aqueles doces maravilhosos que vejo em alguns casamentos, até porque imagino o trabalho e as mãos de fadas que essas doceiras têm. Vou fazer apenas docinhos gostosinhos e fáceis.
Aproveito esse post para contar que outro dia tive uma surpresa muito linda. A Fê é uma noivinha que eu conheci virtualmente no ano passado e nesse ano, antes do feriado, eu pude ter o prazer de recebê-la pessoalmente na Especiarias.
Ela além de linda, é super humorada. Sabe aquela pessoa que você quer passar horas e horas conversando? É a Fê!
A Fê tem um site chamado Projeto Vestido de Noiva e lá ela divide, com riqueza de detalhes, como está sendo a preparação para o seu grande dia e ajuda muitas noivinhas a encontrar inspirações para realizar o seu casamento.
A surpresa que ela me preparou é essa. E eu não poderia deixar de agradecê-la do fundo do meu coração. Fê, obrigada, obrigada e mil vezes obrigada.
Já passei o link para a tia Marcia mostrar para a sobrinha e se vocês estão planejando o casamento não deixem de conhecer o site da Fê.

Brigadeiro de colher com morango e chantilly de chocolate


Ingredientes:
1 lata de Leite Moça
1 caixinha de creme de leite
1 gema
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina
1 ou 2 caixinha (s) de morangos – depende de como você irá fazer a decoração
1 caixinha de chantilly de chocolate industrial ou ganache de chocolate*

Em uma panela pequena, leve ao fogo baixo o leite condensado, a manteiga/margarina e a gema. Cozinhe mexendo sempre até que o doce adquira a consistência de um brigadeiro mole – cerca de 8 minutos.
Retire do fogo, acrescente o creme de leite e misture bem. Deixe esfriar e adicione os morangos (lavados, sem os cabinhos e cortados em pedacinhos). Misture delicadamente.
Prepare o chantilly de chocolate conforme a instrução do fabricante.
Divida o brigadeiro entre os copinhos e, com o auxílio de um saco de confeiteiro, faça a decoração, utilizando o chantilly de chocolate. 
Se optar por servir o brigadeiro com ganache, proceda da seguinte maneira: Pique o chocolate em pedaços pequenos. Aqueça o creme de leite e acrescente o chocolate, misturando-o até ficar homogêneo. Deixe esfriar e depois distribua entre os copinhos.
Finalize com um morango inteiro ou cortado em quatro partes.

Rende 18 tacinhas com capacidade de 30 ml cada uma.

A utilização do chantilly industrial é recomendada porque tem uma estabilidade maior do que o chantilly obtido através do creme de leite fresco, sendo que este último deve ser sempre mantido sob refrigeração.

 Mousse gianduia com physális



Ingredientes:
150g de chocolate ao leite
1 caixinha de creme de leite
1 colher (chá) de gelatina em pó sem sabor (3g)
Meia xícara (chá) de avelã torrada e triturada
15 physális lavadas

Derreta o chocolate em banho-maria, junte o creme de leite e misture bem, dissolva a gelatina em cinco colheres (sopa) de água e leve ao fogo em banho-maria, até derreter.
Junte o creme de chocolate e bata tudo no liquidificador por cerca de 5 minutos, ou até que esteja bem aerado. Adicione as avelãs e misture delicadamente.
Distribua o mousse nas tacinhas e decore com a physális.

Rende 15 tacinhas com capacidade de 30 ml cada uma

A receita da mousse (sem a physális) é da Nestlé.