quarta-feira, 30 de junho de 2010

Torta Merengue

Para fazer o recheio das tortinhas de morango da semana passada eu só usei as gemas e acabei ficando com as claras na geladeira. Resolvi então fazer suspiros e comer com os morangos que também sobraram.
Em uma revista antiga encontrei uma receita de Torta Merengue e só precisava de um pouco de chantilly para fazê-la. Super fácil, rápida e deliciosa.


torta merengue

Ingredientes:
500 ml de creme de leite fresco gelado
200gr de suspiros*
4 xícaras (chá) de morangos picados
Morangos fatiados para decorar
Forre com filme plástico uma forma de aro removível (25 cm de diâmetro)**
.
Bata o creme de leite fresco gelado até o ponto de chantilly. Reserve. Esfarele uma camada de suspiros pelo fundo da forma. Cubra com uma camada de chantilly com cerca de 1 cm de altura. Espalhe metade dos morangos. Repita a operação, terminando com uma camada de suspiros. Feche com filme plástico e leve à geladeira por 4 horas, no mínimo.
Desenforme a torta merengue em um prato e decore com os morangos reservados. Sirva a sobremesa imediatamente.


* fiz os suspiros com essa receita e usei corante alimentício para tingir.
Usei um saco de confeitar com bico pitanga pequeno para dar formato nos suspiros.
Você pode fazer porções individuais usando um aro menor. Essa receita rende 6 porções.
Receita da revista Marie Claire, novembro de 2002.

sábado, 26 de junho de 2010

Pipocas carameladas

Uma das coisas que mais gosto de fazer quando tenho um tempinho livre é ficar na internet viajando entre milhares de blogs de culinária. Foi em uma dessas viagens que aterrizei no blog Simplesmente Delicia. Meninas, lá tem uma pipoca caramelada de babar! Namorei essa pipoca por muito tempo até que tomei coragem e pedi autorização para a Flavia para postar a receita aqui. Para quem não conhece, fica aqui o convite para visitar o blog Simplesmente Delícia. Comida boa, texto bacana e receita bem explicadinha. Obrigada Flávia, a pipoca ficou um estouro de gostosura!!!!

pipocas carameladas


Ingredientes 
1/2 copo de milho de pipoca (ou 14 copos de pipoca já estourada)
5 colheres de óleo de canola ou óleo de girassol
2 copos de açúcar mascavo, bem apertado no copo*.
1 copo de manteiga sem sal (200 gramas)
1/2 copo xarope de glucose (Karo)
1 colher de sobremesa de sal
1 colher de sobremesa de bicarbonato de sódio

Pré-aqueça o forno a 100 ºC.
Em uma panela bem grande aqueça o óleo e estoure as pipocas.** Despreze qualquer grão que não tenha estourado, deixe esfriar e cubra com filme plástico.
Coloque em outra panela o açúcar mascavo, a manteiga, a glucose e o sal. Leve ao fogo médio e mexa de vez em quando até começar a borbulhar. Assim que começar aborbulhar deixe o caramelo atingir a temperatura de 120 ºC (mais ou menos 5 minutos e não se deve mexer a calda).
Retire do fogo, adicione o bicarbonato (vai borbulhar ferozmente) e misture bem. Entorne o caramelo sobre as pipocas e com o auxilio de dois garfos untados com manteiga, envolva as mesmas na calda até ficarem completamente cobertas.
Coloque as pipocas em um tabuleiro (não precisa untar) e leve ao forno por 1 hora, mexendo a cada 15 minutos com os garfos. Retire do forno e deixe esfriar. Conserve as pipocas em um recipiente com tampa.



* Fiz essa receita duas vezes. Na primeira usei açúcar mascavo escuro e as pipocas ficaram com uma coloração muito escura, parecendo que foram misturadas com shoyu. Na segunda receita usei o açúcar mascavo claro e elas ficaram bem bonitinhas, como vocês podem conferir nas fotos.
** No blog da Flávia você vai encontrar uma dica bem bacana de como estourar as pipocas.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Tortinha de morango

Engraçado como as coisas mais simples podem nos fazer passar o dia com um sorriso de orelha a orelha. Foi assim que eu fiquei quando fiz essas tortinhas.
Tenho uma verdadeira adoração por elas e passo até longe da padaria para não cair em tentação.
Sempre pensei em fazê-las mas não tinha a forminha. Dia desses ganhei do meu marido e a desculpa não existia mais. Então só faltava tomar coragem porque mil coisas passavam na minha cabeça como: a massa vai ficar horrível, não vai dar certo, vou errar o ponto...
O meu marido até já tinha me dito que não iria comer porque não gosta muito (acho que ele já tinha inventado essa desculpa no caso do negócio desandar) mas para a minha felicidade tudo ficou delicioso e ele quis comer mais do que uma. Fiz metade da receita e me rendeu 5 tortinhas de 10 cm de diâmetro.
Posso afirmar que a massa superou todas as minhas expectativas, ficou deliciosa, parecia um biscoitinho amanteigado.
Eu peguei a receita da massa daqui e devo agradecer imensamente pelo sabor.


tortinha de morango


Ingredientes:

Para a massa:
180gr de manteiga em temperatura ambiente
40gr de açúcar de confeiteiro
2 gemas
250gr de farinha de trigo
25ml de água

Para o recheio:
1 lata de leite condensado
A mesma medida da lata de leite2 colheres (sopa) de amido de milho
2 gemas
Gotas de baunilha a gosto
1 bandejinha de morangos higienizados e cortados ao meio (sentido do comprimento)

Para a geléia de brilho (receita daqui) **
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de água
2 colheres (sopa) de amido de milho
Corante vermelho para dar cor***
Coloque o açúcar, a água e o amido em uma panela pequena e leve ao fogo até engrossar. Desligue o fogo e acrescente o corante. Misture bem e deixe esfriar antes de utilizar.

Comece fazendo a massa da tortinha. Bata a manteiga na batedeira durante 3 a 5 minutos até que fique com uma textura cremosa. Adicione o açúcar e bata novamente só até misturar. Acrescente as gemas e a água e bata novamente até ficar uma mistura homogênea.
Peneira farinha em uma superfície de trabalho e faça um buraco no meio. Despeje a mistura de manteiga no buraco e incorpore a farinha gradualmente até formar uma massa. Sove várias vezes com a palma da mão até ficar homogêneo.
Leve a massa para descansar na geladeira durante 3 a 4 horas. Depois desse descanso abra a massa com auxilio de um rolo de macarrão em uma superfície enfarinhada. Deixe a massa com uma espessura de 5 mm.
Forre as forminhas com a massa e leve novamente à geladeira de 2 a 3 horas.
Pré-aquela o forno a 180º C. Recorte quadradinhos de papel alumínio na quantidade das forminhas de torta e unte a parte brilhante com margarina. Coloque o papel alumínio com a parte untada em cima das tortinhas e leve para assar durante 20-25 minutos ou até que fiquem douradinhas. *

Para o recheio, coloque em uma panela todos os ingredientes (menos a baunilha e os morangos) e leve ao fogo baixo mexendo sempre até engrossar. Desligue o fogo, adicione a baunilha e misture. Deixe esfriar.
Recheie cada tortinha com o creme e coloque os morangos em cima. Passe a geléia de brilho com pincel e nas bordas polvilhe castanha de caju triturada.
Leve para gelar antes de
consumir.


* como a receita ainda recebia um recheio que assava junto com a massa, eu precisei de 35 minutos de forno para que a massa da minha tortinha ficasse assada.
** se quiser adquira a geléia de brilho já pronta nos supermercados ou em lojas de produtos para confeitaria.
*** não usei, a minha ficou incolor.


sábado, 19 de junho de 2010

Canjica com amendoim

Quando eu era criança, mais ou menos uns 9 anos de idade, eu comi pela primeira vez canjica. Lembro que adorei e que tinha um sabor muito bom de amendoim.
Nunca mais comi uma canjica assim. É uma pena que na época eu não pedi a receita para a amiga do meu irmão, acho que devia estar muito ocupada brincando de Barbie... :)
Eu comprei uma canjica cozida no vapor da marca Vapza porque ainda não tenho uma panela de pressão. A panela da minha mãe uma vez explodiu e o nosso almoço foi parar no teto. Então eu nunca tive coragem de comprar uma.
Se você preferir cozinhar a canjica deve deixá-la de molho de um dia para o outro e cozinha-la na panela de pressão por 20 minutos depois de pegar pressão.
A receita de hoje eu peguei no site da Vapza, dei uma adaptada e acrescentei alguns ingredientes. Espero que gostem e que se divirtam bastante nesta época de festas juninas.


canjica com amendoim


Ingredientes:
500gr de canjica cozida
1 lata de leite condensado
1 garrafinha de leite de coco
2 xícaras (chá) de leite
cravo-da-índia a gosto - usei 5
1 pau de canela
1 colher (sopa) de amido de milho dissolvido em 2 colheres (sopa) de leite
100g de coco ralado (usei de pacotinho, em flocos)
100g de paçoquinha
150gr de amendoim torrado, descascado (sem pele) e triturado*.

Bata no liquidificador o leite com a metade do amendoim.
Em uma panela de fundo grosso, coloque a canjica, o leite condensado, o leite de coco, o leite batido, o cravo, a canela em pau e o coco ralado. Misture e leve ao fogo baixo até iniciar fervura. Após fervura acrescente o amido de milho e cozinhe por mais 3 minutos. Adicione o amendoim restante e a paçoquinha esfarelada e misture. Sirva morno ou frio e se desejar polvilhe canela em pó.

* Para triturar os amendoins, coloque-os já descascados em um saquinho plástico e feche a abertura. Passe o rolo de macarrão por cima para quebrá-los em pedaços pequenos.

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Arroz doce

As receitas desta semana serão típicas de festa junina. Hoje vou postar a receita de arroz doce que tirei do livro Cozinha Regional Brasileira Rio Grande do Sul (Abril Coleções).
O resultado é uma sobremesa extremamente cremosa e uma das melhores que já comi.

arroz doce


Ingredientes:
1 xícara (chá) de arroz
2 xícaras (chá) de água
1 colher (chá) de sal
1 colher (chá) de manteiga
1 litro de leite
1 lata de leite condensado
2 colheres (sopa) de açúcar
Raspas da casca de ½ limão
1 cravo-da-índia
Canela em pau a gosto
3 gemas de ovo

Em uma panela de fundo grosso, coloque o arroz de molho na água por 30 minutos.
Em seguida, adicione o sal, a manteiga e leve ao fogo baixo, até a água evaporar e chegar ao nível do arroz. Junte o leite, o leite condensado, o açúcar, as raspas de limão, o cravo e a canela em pau.
Misture bem e cozinhe em fogo baixo, por 20 minutos, até que o arroz absorva quase todo o leite, mas de modo que ainda fique cremoso. Por último, separe em uma vasilha 4 colheradas de arroz da panela e junte as gemas, uma a uma, misturando bem. Volte á panela e cozinhe por mais 10 minutos. Transfira para um refratário e, depois de frio, cubra com filme plástico e leve á geladeira.

Se desejar, na hora de servir polvilhe canela em pó por cima. 

sábado, 12 de junho de 2010

Bolo quente de maçã

Para comemorar o dia dos namorados que tal um bolinho de maçã morninho com uma generosa cobertura de chantilly? Nada ruim, não é?
Em varias partes do mundo, no dia 14 de fevereiro, se comemoram o Valentine´s Day, que é o Dia do amor Universal, amor entre pais e filhos, amor entre casais, amor entre amigos...
Como não faz parte de nossa cultura comemorar o Valentine´s Day eu peço permissão para vocês para comemorar esse dia dos namorados de uma forma mais abrangente. Então todo o meu amor para os meus pequenos, minha família, meu maridão e os meus amigos.
Ana*, agradeço imensamente o carinho das suas palavras no blog da Oba! Saiba que o meu coração se encheu de sentimentos bons. Muito, mais muito obrigada por tudo. Você é muito querida e adorei te conhecer!
Ao primeiro casal de amigos que fiz aqui em Floripa e que graças a Deus fazem parte da minha vida até hoje, Maycom e Kéia, que me deram esse prato para bolo lindo, o meu amor, carinho e gratidão.
Que vocês todos tenham um maravilhoso dia dos namorados e que possam dividir esse sentimento sublime com todos a sua volta.



bolo quente de maçã

Ingredientes:
2 maçãs medias sem casca e sem sementes
1 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de frutas cristalizadas
1 colher (chá) de canela em pó
1 ½ xícara (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de fermento em pó
2 ovos
5 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de chantilly para decorar
Tiras de limão siciliano para decorar**

Pré-aqueça o forno a 180º C.
Bata a manteiga (em temperatura ambiente) com o açúcar e depois acrescente as gemas, uma por vez, até formar um creme esbranquiçado e homogêneo.
Adicione as maçãs picadas, as frutas cristalizadas, à canela, e aos poucos a farinha de trigo com o fermento (peneirados) e misture. Acrescente as claras em neve e misture delicadamente até a massa ficar homogênea.
Unte e enfarinhe uma forma quadrada de 19 cm e despeje a massa***. Leve para assar por 40 minutos, ou até que enfiando um palito, ele saia limpo.
Desenforme o bolo morno e decore com o chantilly e as tiras de limão



presente lindo, não é? :)

* A Oba! Está rifando uma tatoo em prol dos patudinhos. Você já imaginou, além de ajudar, ainda ter a sorte de ganhar o prêmio? O seu amor por alguém pode ser eternizado!

** não usei, apenas coloquei raspinhas de limão (o comum, não o siciliano) por cima do chantilly. ***Para ter mais facilidade na hora de desenformar o bolo unte a forma e coloque papel manteiga antes de despejar a massa.
A receita é da revista Água na Boca especial bolos de aniversários, mas eu modifiquei o modo de preparo.

Enquanto escrevia esse post recebi uma ligação de uma amiga de infância, a Carlinha, que encheu o meu dia ainda mais de amor. =)

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Peras Carameladas

A sobremesa escolhida do livro de outono é pera caramelada. Devo dizer que esse blog trouxe uma coisa muito gostosa para as minhas refeições; experimentar comidinhas que eu sempre “namorava” mas que por falta de alguém (vocês, claro!) para dividir eu nunca fazia. Meu marido não gosta muito de “novidades” e as crianças também não, mas quando digo que é para o blog, ele experimenta sem pestanejar. E isso tem sido ótimo pois nós estamos experimentando sabores incríveis, se bem que eu sou mais suscetível às novidades, acho que como até pedra... rs. 
Brincadeiras a parte, essas peras ficaram deliciosas, perfeitas para quem quer comer um docinho nesse tempinho frio e não quer nada gelado. Nós comemos as peras morninhas e devo dizer que a calda é uma gostosura.
Sirvam-se também!

Peras carameladas



Ingredientes:
¾ de xícara de açúcar
1 colher (sopa) de amido de milho
¼ de colher (chá) de cravo em pó
1 ½ colher (chá) de canela em pó
1 xícara de água
1 colher (sopa) de manteiga ou margarina

2 a 3 peras descascadas e cortadas ao meio

Misture o açúcar, o amido, o cravo, a canela e a água numa panela. Cozinhe lentamente até obter uma calda média. Junte a manteiga e as metades de pêra. Cozinhe com a panela tampada, até que estejam macias mas não desmancharem. 



Serve 4 pessoas.

sábado, 5 de junho de 2010


Mandioquinha com queijo ao forno

Minha mãe tem uma caixa lotadinha, lotadinha de livros de culinária. É o sonho de qualquer pessoa que ama estar entre as panelas, como eu e o meu irmão.
Acho que ainda não contei para vocês mas tenho um irmão que sabe cozinhar maravilhas.
Minha mãe certa vez me presenteou com dois livros Receitas de Claudia que ela comprou em maio de 1985. Não preciso nem dizer o quanto eu fiquei feliz em herdar essas preciosidades (tomara que ela esteja lendo isso e se comova a ponto de me dar a caixa toda!). Os dois livrinhos são das estações do ano, então eu ganhei a edição de outono e inverno.
A receita de hoje é de outono, claro. E nesse tempinho frio, para não dizer gelado eu fiz mandioquinha (batata salsa ou baroa) com queijo ao forno e ficou magnífico. Se eu soubesse que seria tão bom teria feito no verão e na primavera também. Parece um suflê de tão fofo! Já estou escolhendo uma das receitas de sobremesa de outono desse livro e logo posto aqui para dividir com vocês.
Ah, hoje tem O Dia do Meio Ambiente no Horto Florestal, te encontro lá!


Mandioquinha com queijo ao forno


Ingredientes:
1 kg de mandioquinha cozida e passada pelo espremedor
Sal e pimenta-do-reino a gosto
4 ovos separados
200g de mozarela cortada em fatias
Queijo parmesão ralado a gosto

Tempere a mandioquinha amassada com sal e pimenta-do-reino. Junte as gemas e misture. Acrescente as claras em neve firme e misture delicadamente. Numa fôrma refratária redonda coloque uma camada de creme de mandioquinha, a mozarela e por cima a mandioquinha restante. Polvilhe com queijo ralado. Leve ao forno pré-aquecido moderado (180ºC) por 40 minutos. Serve de 4 a 6 pessoas.



quarta-feira, 2 de junho de 2010

Pão de banana com uma cobertura deliciosa

Há tempos queria fazer um pão de banana mas a receita retirada de um livro resultou em um pão horrível. Procurei na internet e achei essa. Era diferente do que estava querendo pois pensava em uma combinação de bananas com chocolate.
Lembrei então que a receita do bolo da Bru ainda estava fresquinha no blog e resolvi testar esta, pois me pareceu muito saborosa ainda mais porque essa mistura de bananas com amêndoas era inédita.
Simplesmente fiquei sem adjetivos para descrever a cobertura. É mais que perfeita!

Atualização:
Fiz esse pão duas vezes. Na primeira eu segui a receita original e na segunda eu fiz algumas modificações.Acho que a segunda receita ficou melhor que a primeira, mas deixo aqui as duas maneiras de fazer esse pão que na verdade está mais para bolo. :)

Pão de banana


Ingredientes:

¼ de xícara (chá) de açúcar mascavo – 55g
¼ xícara (chá) de amêndoas picadas – 30g – usei amêndoas laminadas
255ml de sour cream – substituí por um pote (170g) de iogurte natural
1 colher (chá) de bicarbonato de sódio
100g de manteiga sem sal, derretida - usei a manteiga em temperatura ambiente
230g de açúcar refinado - usei 160g de acúcar
2 ovos ligeiramente batidos
250g de farinha de trigo – usei 1 ½ xícara (180g)
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de canela em pó
2 bananas maduras amassadas

Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte e forre uma assadeira de bolo inglês com papel manteiga.
Em uma tigela misture o açúcar mascavo e as amêndoas. Reserve.
Em outra tigela grande misture o sour cream com o bicarbonato de sódio e deixe descansar por 5 minutos. Em seguida acrescente os ovos, o açúcar e a manteiga e misture até ficar um creme homogêneo.
A parte misture a farinha, o fermento e a canela (eu peneirei primeiro). Acrescente a mistura de farinha gradualmente no creme, e em seguida adicione as bananas.
Despeje a massa na forma e coloque por cima o açúcar mascavo com as amêndoas. Leve para assar por 1 hora a 1 hora e 15 minutos*, ou até que espetando um palito esse saia limpo.
Retire do forno e deixe descansar por 20 minutos e depois transfira para uma grade para esfriar completamente.


Como eu fiz pela segunda vez:
Bata na batedeira o açúcar com a manteiga até ficar um creme fofo e acrescente os ovos, um a um, batendo sempre.
Peneire a farinha com a canela e o fermento. Adicione-a gradualmente a mistura de manteiga e ovos e mexa delicadamente.
Acrescente o iogurte e as bananas amassada e misture novamente até que todos os ingredientes estejam incorporados.
Despeje a massa na forma e coloque por cima o açúcar mascavo com as amêndoas. Leve para assar por 1 hora a 1 hora e 15 minutos*, ou até que espetando um palito esse saia limpo. Retire do forno e deixe descansar por 20 minutos e depois transfira para uma grade para esfriar completamente.

* O meu pão demorou 50 minutos para assar.